terça-feira, 10 de julho de 2012

Vistoria na Casa da Lavoura

Calor provocado pelo sol constante na lona preta traz risco à obra de arte
Defensor Público conversa com pedreiro

Lona preta que protege um dos paineis de Justino estava rasgada
Outro painel de Justino "protegido" pela lona preta
Casa da Lavoura completamente destruída


Imagens exclusivas da visita feita pelo Defensor Público Wagner Giron De La Torre à reforma da Prefeitura Municipal de Taubaté (PMT) na Casa da Lavoura, na Praça Oito de Maio, onde três painéis do Mestre Justino ali pintados correm o risco de sumir para sempre. Realizada na tarde desta terça-feira, dia 10, a vistoria in loco pretendeu verificar se a liminar expedida pela Vara da Fazenda Pública está sendo cumprida. E não estava.

O defensor público solicitou a paralisação das obras, mas o Juiz de Direito mandou a PMT realizar vigilância 24 h, a limpeza da área do entorno dos três murais e a cobertura dos mesmos para evitar danos possíveis provenientes das intempéries da obra. Mesmo assim, os painéis continuavam expostos até hoje, sem nenhum tipo de cobertura ou telhado. 
 
Vale lembrar que a reforma no local iniciou-se sem a qualquer proteção das obras de arte do Mestre Justino. Depois de intensa mobilização da sociedade civil, a PMT decidiu cobri-las com isopor, madeirite e lona preta. O pior foi constatar que uma das lonas pretas estava rasgada, o que, evidentemente, não protegerá a obra de arte das águas da chuva ou das mudanças climáticas. Durante a visita também foi constatado que os pedreiros executam a obra sem o projeto por perto. Quando pediu para analisá-lo, o defensor público foi informado por um pedreiro que o projeto não se encontrava na obra.  Todos os detalhes na edição 556 do CONTATO.

Um comentário:

Silvia Bochner disse...

Um absurdo as obras de Justino nestas condições.....plástico rasgado,chuva,sol,o calor embaixo destes plásticos.....
NÃO ME CONFORMO,acredito q o Justino (q conheci) não está gostando nadinha!!!!
ISTO NÃO PODE FICAR ASSIM !!!