sexta-feira, 6 de julho de 2012

Saúde sob suspeita

Três conselheiros do Conselho Municipal de Saúde (COMUS) foram barrados na porta do Pronto Socorro Municipal (PSM) de Taubaté. O incidente ocorreu na manhã desta sexta-feira, dia 6. O presidente do COMUS, José Cobra, mais dois conselheiros iriam checar a informação de que no PSM estaria em situação precária, com falta de medicamentos e de produtos de higiene, até mesmo para os funcionários providenciarem a higiene pessoal após atendimento dos pacientes.

A coordenadora do PSM informou aos conselheiros que havia uma ordem do secretário de Saúde, Pedro Henrique Silveira, para não permitir a entrada deles no local. Contrariando o Regimento Interno do COMUS, que em seu artigo 7º diz que os conselheiros podem fiscalizar a rede municipal a qualquer momento, o gestor da saúde determinou que as visitas precisam ser previamente agendadas. É mole?

A pergunta que não quer calar: o que será que Pedro Henrique Silveira tentou esconder?

Relatório do COMUS sobre o absurdo ocorrido hoje

Nenhum comentário: