segunda-feira, 23 de julho de 2012

Observatório - O Homem Bomba

2 comentários:

Anônimo disse...

Nem merece !

Anônimo disse...

A postura assumida pelo Psol nas campanhas eleitorais é sempre favorável ao esclarecimento de falsas impressões produzidas pelos veículos de imprensa com maior alcance na grande parte do eleitorado. No entanto, em Taubaté, infelizmente, tornou-se um quadro de comédia à visão da população, que se contrastava com a veemência e contundência do candidato nos debates realizados na TV no decorrer da última eleição municipal.
Talvez fosse mais propulsor um desempenho - ou estratégia - próximo do candidato à presidência, Plínio de Arruda Sampaio, o qual não se restringia a realizar simples ataques, mas articulado e carregado de conteúdo argumentativo, exerceu um papel elucidativo na campanha.
O atual candidato é desconhecido até mesmo daqueles mais envolvidos no cotidiano político da cidade e, além do mais, apresenta um discurso altamente ofensivo, mas parco de reais críticas, o que acaba por não transmitir à população o efeito desejado.
Como o Psol deve ter várias denúncias para discorrer durante a eleição, o que é nobre e esperado por um partido à esquerda, poderia repensar a forma do seu discurso. Não é necessária uma gritaria desenfreante, verdadeira verborragia, para conotar a fala de críticas, revolta e poder de persuasão.