sexta-feira, 29 de junho de 2012

Está difícil acordo entre Pollyana (PPS) e Mário Ortiz (PSD)

          Reportagem de CONTATO apurou que dificilmente será concretizado um acordo entre os vereadores Mário Ortiz (PSD) e Pollyana Gama (PPS). Nenhum dos dois estaria disposto a abrir mão de ser cabeça de chapa - candidato a prefeito. A reunião entre os dois realizada na manhã dessa sexta-feira, dia 29, terminou sem qualquer solução.
          Os dois vereadores ficaram de voltar a se reunir com seus respectivos grupos para reavaliar os argumentos de cada um. Só então eles voltarão a se reunir, provavelmente no final da tarde dessa sexta-feira.
          Pollyana argumenta que se encontra em um processo de ascensão, de acordo com algumas pesquisas. O PSD de Mário, por sua vez, ganhou um importante lance na Justiça: acesso à grana do Fundo Partidário e ao tempo de televisão, de acordo com o tamanho de sua bancada atual.
          A vereadora não falou mas nossa reportagem apurou que ela estaria  disposta a disputar a prefeitura mesmo que fosse sozinha e com apenas 2 minutos de tempo de televisão. Mas se não for para sair como candidata a prefeita, assessores próximos revelaram que seria preferível que ela seja candidata a vereador e indique um nome do PPS para ser vice de Mário Ortiz. É o que Tia Anastácia chama de síndrome de Lula e que fez com que Ary Kara, capo do PMDB, indicasse Rubens Fernandes para vice de Issac do Carmo (PT). Nem Ary,  nem Pollyana e nem Mário têm carisma suficiente para promover transferência de votos para seus candidatos.
          A  dupla Mário e Pollyana é competitiva. Caso os dois sejam candidatos separadamente, o tucano Ortiz Júnior poderá ser o maior prejudicado enquanto Padre Afonso (PV) e Issac do Carmo seriam os maiores beneficiários.
          Provavelmente, essa novela terá um desfecho ainda no dia de hoje, sexta-feira, 29 de junho.
          Aguardem!

Um comentário:

Marcelo Sant'Anna disse...

Agora não está mais...