terça-feira, 15 de maio de 2012

Predadores da memória agem à luz do dia

          Prédio que já abrigou o DEC – Departamento de Educação e Cultura – ao lado do antigo Teatro São João, na Praça 8 de Maio, está ameaçado de ser completamente desfigurado. Só não o foi graças à iniciativa da senhora Ruth Moura Guarnieri que, a exemplo de sua mãe, a saudosa e combativa ex-vereadora Judith Mazzela Moura. Inconformada com o que via, Ruth ordenou aos operários que suspendessem a demolição da fachada. Sua ordem foi cumprida.
          Dentro do prédio, três enormes painéis do Mestre Justino estão ameaçados de destruição por se encontrarem literalmente sob o bombardeio de estuque e pedaços de tijolo.
          Esse crime, segundo nossa reportagem apurou, é para ser debitado na conta do secretário da Educação, Carlos Rodrigues, ghost writer do casal Peixoto. Teria sido ele quem autorizou essa barbaridade. E a arquiteta Marcela seria a autora do “projeto” que ninguém conhece e ninguém viu.
          Até o momento em que nossa reportagem esteve no local, não havia uma única pessoa responsável pela obra. A engenheira da prefeitura que estava no local afirmou que não tem nada com a obra e que estava ali para remover o arquivo que se encontrava na antiga sede do Teatro São João. Os documentos do arquivo eram lançados na caçamba de um caminhão como papel velho.
          Mais detalhes na próxima ediçã do Jornal CONTATO. Confira algumas fotos:

Nossa reportagem chegou em tempo de impedir a destruição da fachada

 Painel do Mestre Justino bombardeado por todos os lados
 Documentos embarcados como papel velho; o cidadão de azul disse que iriam para outro lugar
 Documento que sobreviveu a um icêndio não deverá escapar da reciclagem

8 comentários:

Anônimo disse...

Triste demais... a ignorância dessa gente não tem limite! Até quando????

Anônimo disse...

É uma pena,poderiam mandar todos esses documentos aqui para a Divisão de Museus Patrimônio e Arquivo Histórico...

Anônimo disse...

E O SHERIFF "TÉIO" NÃO TOMOU PROVIDENCIA??

Anônimo disse...

Sou filho do Mestre Justino .....todos aqueles q puderem ir ao DEC hoje dia 17 de maio as 14 hrs ......... vamos fazer uma manifestação em repudio e pedir esclarecimentos ......... está por lá a tv cidade dando uma força `

Anônimo disse...

Nossa, que povo ignorante, isso não pode acontecer. É por isso que Taubaté ja não tem mais nada de bom..

Anônimo disse...

Isto e uma verdadeira vergonha!!!!!!!!
Taubate, berço de tantos fatos importantes para o Brasil,permitir que a memoria historica seja assim destruida.
De quem e a culpa

Anônimo disse...

Na escola Municipal dr Ezequiel, há (havia qdo minha filha estudava lá) alguns paineis do mestre e tiveram a "coragem" de colocar divisorias no salão, deixando os paineis divididos e sem visibilidade integral. Isto em torno do ano de 2002 ou 2003, qdo la chegou uma diretora nova. do se entrava no predio pra ser atendido na secretaria, já se tinha a visão do nefasto.Hoje nem imagino como estão as pinturas. Pena, pois já na escola(dita como otima escola, muito requisitada na ocasião) já dava liçoes de cidadania e preservação de bens.

Anônimo disse...

ESTA DESGRAÇA DE GOVERNO TEM QUE SER DERRUBADO!