segunda-feira, 21 de maio de 2012

Aqui jaz mais um patrimônio em Taubaté


Na noite desta segunda-feira, dia 21, manifestantes, munidos de uma cruz de madeira, velas e bexigas pretas, promoveram o funeral simbólico do prédio da Casa da Lavoura, prédio onde funcionava o DEC da Prefeitura de Taubaté, na Praça Oito de Maio. 

O imóvel é um dos poucos exemplares do movimento eclético neocolonial em Taubaté e as obras palacianas já derrubaram várias paredes inteiras do imóvel. CONTATO conseguiu imagens internas do imóvel que falam mais do que mil palavras.

Um parte do teto do prédio está em iminente risco de queda, com pedaços de madeira segurando para não cair. Se isso acontecer, mais paredes devem vir abaixo e os três murais do Mestre Justino, patrimônio cultural da terra de Lobato, podem sumir para sempre. Mais uma herança maldita do Governo Peixoto, que não vai deixar saudade! 

 
  

O fecho de luz na foto ilumina a parte do teto que está visivelmente comprometida e ameaça cair a qualquer momento. Pedaços de madeira dão sustentação ao teto


 
 

Nenhum comentário: