segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Greve dos trabalhadores da ABC

Cerca de 60 % dos trabalhadores da empresa ABC, concessionário do transporte coletivo em Taubaté, aderiram à greve deflagrada a partir desta segunda-feira, dia 10, pelo não pagamento de horas extras aos funcionários, segundo o sindicato da categoria. Eles pedem o pagamento de 100% das horas trabalhadas nos feriados. Os trabalhadores ficaram concentrados na praça ao lado da Rodoviária Velha. Fotos de Marcos Limão.




3 comentários:

Anônimo disse...

O grevezinha estranha essa. Justamente quando a empresa pede reajuste de tarifa. A pelegada não se emenda mesmo...

Luiz Carlos Chiovatto disse...

Pura hipocrisia da ABC concessionária monopolista do transporte público na cidade de Taubaté. A municipalidade deveria multar exemplarmente a concessionária que claramente cria essa artificialidade para "cutucar" o Executivo e intimidá-lo quanto aos transtornos que poderão ser causados pelo lockout que estaria disposta a praticar caso não consiga o aumento inescrupuloso no preço das tarifas cobradas dos munícipes, dos atuais R$ 2,40 para indecentes R$ 2,98.
Em Direito Trabalhista o que menos conta é a letra da Lei, vale muito mais o chamado contrato real, isto é, o praticado pelas partes. Se sempre foi pago em dobro o dia de feriado não há a possibilidade desse pagamento deixar de ser feito de modo unilateral. A única forma do direito do trabalhador decair será pela instituição negociada entre as partes do conhecido Banco de Horas, fora disso os trabalhadores não podem ter seu direito desrespeitado unilteralmente, logo, toda essa encenação com visíveis prejuízos aos munícipes não tem outra finalidade senão a ameaça velada do lokout (Greve do Patrão).
Prefeito e ABC juízo. A população está de olho. Essa estratégia de pleitear aumento de R$ 2,40 para R$ 2,98 para oportunizar ao Prefeito “demonstrar” todo o seu zelo autorizando apenas R$ 2,75 é mais do que manjada. Saibam que todo incremento que superar a inflação acumulada do perído é abusivo e desrespeitosa ao combalido munícipe. Querem demonstrar respeito ao munícipe abram mão das ilegais e despropositadas propinas que costumeiramente permeiam as incestuosas relações do poder público com o privado e o valor atualmente pago pelos munícipes como tarifa de transporte remunerará o capital de modo soberbo e ainda gorduroso.

Maysa disse...

Concordo sim com aumento aos funcionários ABC mas desde que esses nos tratem com mais delicadeza e principalmente aos idosos que usam estes transportes , vejo cenas que me comovem demais dentro do coletivo motoristas mal humorados , mal educados inibem estas pessoas que tem tão pouco desta vida pois se estivessem melhores lá não estariam, deveria de existir um fical como passageiro para confirmar isto que falo.
obrigada