terça-feira, 18 de outubro de 2011

Barbaridade legislativa

O primeiro item da pauta da sessão desta quarta-feira, dia 19, é um projeto de lei de autoria da Mesa Diretora que traz diversas modificações à Lei Orgânica do Município. O projeto é fruto de um processo de modernização que visa basicamente compatibilizar a Lei Orgânica de Taubaté com as legislações em vigor. Em outras palavras, serão retiradas da Lei Orgânica situações já definidas por leis estaduais e federais.

Mas, como o mais bobo na Câmara Municipal dá nó em pingo d'água, a proposta da Mesa Diretora serviu para acomodar interesses pra lá de estranhos. A alteração no artigo 56, por exemplo, diz que compete exclusivamente ao Prefeito Municipal a competência para celebrar convênio. Ou seja, libera geral para o Palácio Bom Conselho firmar o convênio com a SABESP e receber os R$ 60 milhões em 2012, um ano eleitoral.

Também serão revogados os artigos que obrigam prefeito e vereadores a morarem em Taubaté. Assim, qualquer integrante da legião estrangeira que tomou de assalto o Palácio Bom Conselho pode vir a ser prefeito da terra de Lobato. Pode?

Aliás, o presidente da Câmara Municipal, vereador Jeferson Campos (PV), não pretende presidir a sessão ordinária do dia 19. Que feio, hein, Jeferson!

5 comentários:

Anônimo disse...

Não era para os vereadores defenderem os interesses da população?

Luiz Carlos Chiovatto disse...

Bom que se saiba que para Emendas à Lei Orgânica são necessários votos qualificados de 3/4 dos Vereadores.

Partindo-se do princípio que há oito Vereadores que não transigem com a corrupção, seis tradicionais fisiologistas não haverão de alterar a nossa Lei Orgânica não é mesmo?

Agora se considerarmos que esses mesmos oito Vereadores que em tese não compartilham dos costumeiros desvios encetados na atual legislatura aprovaram "simbolicamente" o acréscimo de 14 para 19 Sanguessugas sem ao menos uminha Audiência Pública para saber qual seria a vontade de sua excelência o eleitor, tudo é possível, inclusive esse factóide de passar um cheque em branco para o Prefeito ex-detento da Polícia Federal.

A onda avassaladora da corrupção que arregimenta de modo inexorável as consciências de padres, pastores, pais de santo e quetais não está nem aí para o que haverão de pensar a minoria honrada que constitui as pessoas de bem que ainda habitam este ainda abençoado lugar.

Vereadores da "esquerda" juízo: afinal as eleições ocorrerão há exatos 365 dias..

Anônimo disse...

A "criatividade maléfica" desses caras não tem fim !! São incansáveis !!!

Mauro Taddeo disse...

Pelo amor de DEUS !!!! Devemos EVITAR certas aberrações nesta proposta, como a liberação ao Prefeito sózinho poder celebrar convênios sem a aprovação da Câmara. Isso é um casuísmo OPORTUNISTA e ABSURDO !!!!

Anônimo disse...

Preparando ADIN !