terça-feira, 13 de setembro de 2011

Sobre o processo de cassação


O vereador Henrique Nunes (PV) divulgou hoje, dia 13, um artigo intitulado “O processo de cassação em Taubaté”, no qual fala sobre o seu posicionamento na Comissão Processante. Ele optou por absolver o prefeito Roberto Peixoto (PMDB). No texto ele também afirma que não será candidato nas eleições de 2012. Confira o artigo na íntegra:

O processo de cassação em Taubaté

Um grupo de pessoas mal intencionadas tem atacado sistematicamente este vereador, com ofensas à honra, ferindo a moral daqueles que a tem, como é o meu caso. O pior é que, alguns órgãos de imprensa têm refletido nas suas páginas tais acusações, sem ouvir o outro lado. Para tanto, muito embora já tenha feito na tribuna da Câmara, passo a justificar meu voto.
Em primeiro lugar, destaco que, em nenhuma das duas eleições do atual prefeito, o tive como meu candidato. Na sua primeira eleição, teve seu nome indicado pelo ex-prefeito Bernardo Ortiz como o apoio do deputado Pe. Afonso mais 14 vereadores da época. Já na reeleição, teve ao seu lado o PT do Lula, bem como a população que o levou ao segundo mandato.
Oscilei entre oposição e situação nestes sete anos de mandato e, no momento da Comissão Processante, dava-lhe “sustentação política” junto a um grupo de vereadores, inclusive com a indicação do atual secretário de Serviços Públicos, ou seja, não primava do “quanto pior, melhor”, pois o prefeito de plantão era o atual que, escolhido pela segunda vez, tem a legitimidade do cargo.
Diante de uma série de acusações e ainda, com o episódio de sua prisão temporária, que se deu segundo o ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Jorge Mussi, de maneira arbitrária, abusiva, na sua decisão. Mais fácil seria abandoná-lo politicamente e votar a sua cassação, porém, não é do meu perfil esse tipo de procedimento. Não nasci político, honro meus princípios, não dou a última estocada a quem já está ensangüentado, não piso na garganta de quem está caído.
Há quem interessa a mudança de governo faltando um ano para as eleições? Qual PT assumiria? O PT Paolocci  e do Zé Dirceu ou PT de Taubaté, que apoia o prefeito?
 Parece-me que o quadro político sofreria uma reviravolta pouco interessante para Taubaté. Fiz o meu papel como político e como pessoa. Nada tenho contra o voto de cada um de meus pares, cabe a eles se justificarem perante a sociedade.
Não quero entrar no mérito da Comissão Processante quanto às acusações e a alegação da defesa, pois o voto é político num processo de cassação aqui ou em qualquer lugar.
Volto a repetir, não foi com o meu voto que o atual prefeito está lá, aliás, o eleitor foi quem o elegeu cinco vezes – duas vezes vereador, uma vice-prefeito e duas vezes prefeito.
Esta é a minha justificativa. Caso você não aceite, saia candidato nas próximas eleições, se eleja e vote do meu lugar, pois não sou mais candidato a vereador.
Acho que já fiz a minha parte, com três mandatos de vereador, sendo duas vezes presidente da Câmara, além de uma candidatura a prefeito e uma a deputado federal. Tenho a sensação do dever cumprido.

16 comentários:

Anônimo disse...

Qualquer dos três PT'S ou quantos mais vier é melhor do que administração corrupta de Peixoto! Votou por um acordo político entre o Padre e Peixoto. Votou a favor da corrupção! Xô Henrique Nunes!

Anônimo disse...

No seu textinho, em nenhum momento se postou como um representante do povo.Vangloriou-se da politica que faz, que a meu ver assemelha-se a um camaleão,ora para conseguir votos mostra-se independente e ora para conseguir a presidencia da camara um capacho subserviente. Na tribuna diz que o alcaide é incompetente e no voto vira as costas para o povo e mantém o parvo no poder.O distinto "ficha suja" não deixará nenhuma saudade e nenhum legado que o taubateano possa contar com orgulho para as próximas gerações.O distinto viu o parvo transformar nossa querida Taubaté em motivo de escárnio e vergonha e o apoiou O senhor acha que cumpriu o dever?

Anônimo disse...

mas é um carademadeira este moço, saio da vida ppolitica , para vida de milionario que meu apoio a ladroagem do prefeito me proporcionou....isto ele nao escreve.

Luiz Carlos disse...

Canalha, traíra e irresponsável é o que você Enriqueceu nas Nuvens é.Você sujou no prato que comeu! Você já percebeu que as pessoas na rua ao cruzarem o seu caminho fazem questão de demonstrar nojo da sua repugnante pessoa. A Justiça do nosso país jogará a pá de cal que a sua consciência política merece.
Não se faça de sonso, você sabe muito bem que ninguém é preso pela Polícia Federal à toa.
Você muito honraria seus filhos, sua família e seus eleitores, votando pela cassação do prefeito, chefe de quadrilha, como bem o caracteriza o Ministério Público,mas preferiu dar-lhe sustentação, juntando-se e inscrevendo seu nome no sexteto da vergonha taubateana.
Você não refletiu nas consequências de cerrar fileiras ao lado do grupo que defendeu a funesta e odiosa ideologia da corrupção. Você finalmente nos mostrou a sua cara.
Foi por atitudes irresponsáveis como essa que o Padre deu-lhe as costas na última campanha a Deputado Federal.
No dia do enterro político do prefeito ex-detento que está mais próximo do que você imagina,lembraremos com muito prazer da sua lápide ao lado honroso da dele.E que os seus coleguinhas de identidade ideológica não se animem porque a cova deles já está reservada no Cemitério Virtual Dia da Vergonha Taubateana e garanto que nenhum deles terá sua lápide esquecida: Chico Salada, Tetê Paoliso, Tal Pai Tal Filho, Laranja Lima e Nervosinho do Genérico.

Anônimo disse...

Vereado Henrique Nunes,
A fazer uma justificativa dessas, melhor teria sido ficar calado. Bastava o monte de bobagens e incoerências que disse na tribuna da Câmara no dia 13 de agosto, o Dia da Vergonha. Repetí-las é abusar da boa vontade do cidadão, é tripudiar, é duvidar de nossa inteligência.

Anônimo disse...

Como diz o velho aforismo - "Quem te viu, quem te vê."

Pode ser que em eleições anteriores o voto do vereador Henrique não colocou o Peixoto lá.

Mas toda a articulação política que deu sustentação ao prefeito ex-detento Peixoto foi promovida pelo próprio vereador Henrique.

A aproximação do PT com Peixoto, quem fez? Foi Henrique.

A costura da base de sustentação que blindou o Peixoto na Câmara quem perpetrou? Foi Henrique.

Quem faz toda a movimentação política na Câmara, inclusive com a escolha dos presidentes? É Henrique.

É público e notório que Henrique é o papa do alto clero da Câmara, secundado pelos quatro últimos presidentes da Casa Pedro Costa.

Podemos comparar o vereador Henrique Nunes com a nefasta figura de Golbery do Couto e Silva, o verdadeiro artífice da odiosa revolução militar de 64, o construtor de todos os horrores que juntou a ala nacionalista xiita das Forças Armadas com as multinacionais que expropriavam e ainda continuam expropriando os idotas cidadãos brasileiros.

Aliás, comparar Henrique Nunes ao Golbery é até normal, como comparar Luizinho da Farmácia ao deputado João Alves, também famoso ganhador de loterias (800 vezes) e membro da máfia dos anões do orçamento.

Portanto, aquele Henrique que conhecemos lá atrás no primeiro mandato, idealista e preocupado com a coisa social, dá lugar hoje a uma raposa matreira, que diz estar abandonando a política, sabe-se lá por que motivo.

Até sabemos, pois o processo de fiscalização dos cidadãos agora é mais intenso, temos um jornal como o Contato que não se vende por migalhas do poder público e as redes sociais terão um papel decisivo nas próximas eleições. Henrique e o sexteto do mal já estão sentindo essa pressão.

Vai ficar mais difícil cooptar os pobres coitados eleitores desinformados que votaram e votam em peixotos, henriques, luizinhos, Arys, marias terezas, chicos et caterva.

Esperem e verão. Que a terra lhes seja leve (ou não).

Anônimo disse...

PARA TAPAR A BOCA DOS ARRUACEIROS
Escola Municipal de Taubaté fica em 1º lugar no ENEM como pública regular

No grupo das escolas com mais de 75% de participação no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), a Escola Municipal Profº José Ezequiel Souza, de Taubaté foi a primeira colocada como escola pública regular do estado de São Paulo, com a média total de 591,26 e participação de 85% dos alunos.
No ranking geral, os primeiros lugares do estado de São Paulo, a exemplo de todo o Brasil, ficaram com as escolas particulares e as públicas fora da rede, como as escolas técnicas profissionalizantes e as ligadas a universidades.
A média atingida pela Escola Ezequiel, 591,26 pontos, ficou bem acima da média nacional do ENEM que foi de 511,21 e muito próxima da média considerada como boa pelo governo federal que é de 600 pontos.

Liutz Garibeck disse...

É isso mesmo Henrique ,não se incomode com essa matilha de canalhas porque a caravana vai passando e os canalhas ficam latindo !

Giulio disse...

Arruaceiros mesmo.A educação segue melhorando a cada dia e as secretarias criadas estão dando maior autonomia para esse projeto.
Chega desse tipo de comportamento, a administração esta sendo investigada e se as irregularidades forem comprovadas, as consequencias virão.
Enquanto isso precisamos de paz e união, veja o modo que o Dr.Anthero Mendes conduziu nossa cidade naqueles dias tempestivos, vamos seguir seu exemplo e sua posição conciliadora.

Anônimo disse...

Isto é uma tentativa do vereador de desviar para sí o foco que estavam sobre as façanhas passionais e midiaticas do deputado "religioso".Ambos dormem de cabeça para baixo na mesma caverna e alimentam-se do mesmo sangue,o sangue do povo taubateano.

Anônimo disse...

OS QUATROCENTOS E QUARENTA E DOIS MIL NA CONTA DA CAIXA ECONOMICA FEDERAL?? FOI PAPAI NOEL QUE TE DEU ??A POLICIA FEDERAL OU MINISTERIO PUBLICO DEVIA INVESTIGAR TODAS AS CONTAS DOS VEREADORES ATE DO CHICO SALADA DA MENTIRA? VOCEIS SABIAM QUE CHICO SAAD CONSTRUI UM SOBRADO NO ALTO DO CRISTO DE UM DIA PARA O OUTRO PARA SUA FILHA CINTIA SAAD?VOCEIS SABIAM QUE A MAIORIA DOS VEREADORES?PEGAM METADE DOS SALARIOS DOS ASSESORES?

Eurico Vicente disse...

“Não corrigir nossas faltas é o mesmo que cometer novos erros”. –Confúcio.

Anônimo disse...

Não tem vergonha na cara!!!!!

José Alfredo Rodrigues disse...

A opinião do veredor está estampada, mas e a opinião do jornal. Vai ficar em cima do muro ou tem posições?

Anônimo disse...

Lamentável o sr. escrever "que pt assumiria Taubaté?". Ora, nobre vereador, nesse momento se o dito pelo senhor está ensanguentado,que se pratique a eutanásia, pois em "defundo ruim"se sepulta! Isso que o povo que o elegeu vereador, assim pediu. Porque o sr. não fez um plesbicito com a população pedindo a opinião e aí sim, o sr. votar? Ou a voz do povo não é a voz de Deus? Se é o pt do papa, do bispo, do zé,do mané, não interessa quem, sai o safado ao menos. Se o sucessor aprontar ou ferir principíos éticos, se sepulta também. Ora o senhor com argumentos dignos de um populista, tipo Lula ou de um letrado insonsso como Geraldo Alckmin,mostra sua real intenção. Saiu sim vereador com seu bolso cheio. Lógico, provas não há, como sempre no país.

Anônimo disse...

Os grandes responsáveis por essa corrupção facínora que contraria qualquer senso de política e coisa pública, estando intimamente ligada ao patrimonialismo, são os Promotores de Justiça atuantes em Taubaté/SP. Peixoto não foi condenado por crime eleitoral por incompetência do Promotor de Justiça Eleitoral, ao mesmo tempo em que improbidade administrativa se torna regra no Município, o Promotor dito da cidadania, por muita pressão da imprensa, sustenta ações feitas sob um prisma da preguiça.
Esses dissimulados protagonistas da democracia carecem de compromisso com a população, servem somente aos interesses das classes altas, entocando pobres em presídios e neutralizando a atuação corrupta de políticos.
Esse grupo que diz: "Xô corrupção" não é diferente. São apenas órfãos do movimento "Cansei", integrantes da classe média que se atentam a interesses individuais, estão totalmente distantes do interesse público, agem pelo fato de buscarem o poder.
Taubaté só será diferente quando o povo constrangido em suas periferias, os que realmente sentem na pele os efeitos da corrupção, deixarem a posição preferida pela classe dominante, a de meros coadjuvantes e massa de manobra. Eis o ponto da dissuasão. Além de adjetivações pejorativas e aforismos evasivos que tentam caracterizar o povo dominado, existe uma fúria que nasce no cerne de jovens e que deverá inflamar as massas. Faça-se a revolução. A revolução não será anunciada pelo facebook, será construída pelo legado de sangue, pelos corações zumbis!