terça-feira, 9 de agosto de 2011

Suspeita base aliada

Onze pessoas da ONG Transparência Taubaté protocolaram na Câmara Municipal o pedido do afastamento dos vereadores Chico Saad (PMDB) e Ary Kara (PTB) da sessão extraordinária, que será realizada no dia 12 de agosto e pode levar à cassação do mandato do prefeito Roberto Peixoto (PMDB). Os parlamentares são da base aliada e teriam interesse direto na causa; por isso, estariam impedidos de votar sem isenção, uma vez que:
           - a filha do prefeito, Roberta Peixoto, é advogada de Chico Saad;
           - Thiago Mendes Pereira, irmão do atual Secretário de Assuntos Jurídicos da Prefeitura, também é advogado de Chico Saad;
           - o vereador Ary Kara (PTB) estaria sendo investigado pela Polícia Federal, que deflagrou a Operação Urupês. O caso investigado pela PF é o mesmo da Comissão Processante.

Um comentário:

Anônimo disse...

A CÂMARA NÃO PODE SE OMITIR .A PRESIDÊNCIA DA CASA NÃO PODE BRINCAR DE ESCOLINHA.FINGINDO QUE É COLEGA DO PROFESSOR E ,AINDA, PROFESSOR DO FILHINHO DO PAPAI.
J.DEWEY