terça-feira, 7 de junho de 2011

Prefeito fujão







Grosseiro erro de português no cartaz dos manifestantes pró-Peixoto chamou atenção da galera. No lugar de educação, está escrito "edução". Será fruto do sistema apostilado implantado na rede municipal pelo prefeito?



Mesmo com dois cargos acumulados no Palácio Bom Conselho (diretor de Planejamento e Secretário de Turismo), Monteclaro César (último da esquerda para a direita) arrumou um tempinho durante o horário de expediente para engrossar o coro dos partidários do prefeito na Câmara. Pode?



Vereador Chico Saad mostra o Regimento Interno da Câmara Municipal para os advogados do prefeito


Aconteceu o esperado na tarde de hoje, 7 de junho: o prefeito Roberto Peixoto (PMDB) não compareceu à Câmara Municipal para prestar depoimento e dar a sua versão sobre as irregularidades administrativas apuradas no âmbito da CEI da ACERT. Os advogados do prefeito primeiro pediu a nulidade da sessão, alegando que o prefeito não estava presente por compromissos já agendados. Em seguida, os advogados disseram que o prefeito gostaria de prestar esclarecimentos e pediram para agendar o depoimento para o dia 14 de junho, terça-feira. A Comissão Processante aceitou o pedido. Após o encerramento da sessão, os manifestantes começaram a chamar o prefeito de "fujão".

A defesa do prefeito contesta o relatório da consultoria contratada pela Câmara Municipal na CEI da ACERT, que apontou superfaturamento na ordem de R$ 3 milhões nas compras sem licitação de medicamentos realizadas pela Prefeitura de Taubaté. Perante o pedido, a Comissão Processante decidiu nomeou hoje Eduardo Cursino, contador e chefe de Recursos Humanos da Câmara Municipal, como perito contábil para fazer uma nova análise dos preços.

8 comentários:

Simone Pacheco disse...

Gostaria de fazer o primeiro comentário neste post, comentário não, observações:
1º) Pobre grupo que se assume como representantes de Taubaté, em sua maioria, uma elite podre, que nada sabe sobre povo, revoltados e grosseiros, que ofendem as pessoas, que não concordam com suas idéias abertamente. Criaram um grupo no Facebook para discutirem asneiras. Quem são essas pessoas?
Quem souber responda, parecem todos revoltados.
2º) É muito triste ver um jornal com o Contato, que já tem um nome na cidade, ser conivente com tais aberrações. Notamos que as críticas sobrecairam somente sobre as pessoas que estavam ao lado do prefeito, inclusive com alegações de erros bizarros. Mas vamos lá, será que os mestres em jornalismos do Jornal Contato, Srº Marcos Limão e Pablo, notaram o erro grotesco que o grupo de uma ONG fantasma, liderada por um político fálido e derrotado como Jofre Neto, que se diz composta por cabeças pensantes, jornalistas brilhantes e a classe alta que entendem de tudo, que apresentaram um cartaz dentro da Câmara com os seguintes dizeres:
"Cuidado crianças corruptos e ferozes!" sem nenhuma pontuação, indicando para quem lia que ali estavam crianças ferozes e já corruptas pelos responsáveis que as trazem...é pra rir, vindo de um grupo tão elitizado.
3º) O povo que realmente apóia o prefeito está nos morros e baixadas, onde essa elite que se diz representante deles não tem acesso e nem o Jornal Contato. Eles, muitas vezes, nem sabem o que se passa dentro da Câmara. Seria uma grande falha criticá-los apenas por um erro de português, pior é essa classe pensante apresentar suas crianças de forma tão grotesca.
Voceis sabem que essa turma é uma montagem, e o Srº Jofre um aproveitador, será que o Jornal Contato vai seguir esse rumo.

Desiludido disse...

Alguns vereadores já estão do lado do prefeito (aliás, sempre estiveram), portanto, essa Comissão Processante não vai a lugar algum e teremos que "engolir" o prefeito por mais um ano e meio. Infelizmente.

simone pacheco disse...

por que os comentarios não aparecem? seria algum tipo de preferência de decisão, que coisa horrivel um jornal com nome esconder nossos comentários.

Mauro Taddeo disse...

Por motivo das reiteradas ausências do Prefeito na Comissão Processante em várias etapas de seus trabalhos, segue uma solução para se evitar a tal "incompatibilide de agendas":

Como muitos gestores públicos modernos e comprometidos já fazem o Sr. Prefeito de Taubaté deveria divulgar publicamente em todos os meios de comunicação sua agenda diária de atividades com 01 dia de antecedência no mínimo. Isso é possível em um governo planejado e organizado.

Assim não haveriam desculpas esfarrapadas encima da hora que sua ausência se deveu a compromissos já anteriormente agendados, causando custos desnecessários a todos envolvidos e perda de tempo nos trabalhos da Comissão Processante.

Essas reiteradas e repetitivas justificativas sem base são um desrespeito ao POVO Taubateano.

Anônimo disse...

Interessante ler texto de gente ligada ao Peixoto por aqui. Só não entendo porque não aproveita pra escrever sobre os escândalos em que a turma dele se meteu, nem explica porque ele foge tanto. Ah... aproveita e começa a procurar emprego, seu tempo de mamata está acabando...
José Rodrigues

mundodosmundos disse...

Essa Simone Pacheco é quase uma apedeuta, alguém deve estar passando textos , para ela sair pela net, defendendo o indefensável do prefeito. Ontem na Câmara, ela estava lá... erguendo uma bandeira em defesa do fujão... ela nem sabe o que defende ...se soubesse não estaria fazendo esse papel ridículo. Ela e os outros coitados que defendem essa criatura, não sabem avaliar o tamanho da destruição, que a corrupção causa a um povo...

Anônimo disse...

Sra. Simone Pacheco

O mais espantoso não eram os erros de português, mas sim é que os cartazes possuiam a mesma letra, ou seja, todos foram escritos pela mesma pessoa, que foi vista distribuindo os cartazes! Outro fato importante, foram muitos os comissionados por lá em horário de trabalho. Comissionado possui regime celetista, ou seja, trabalha 44 horas. Quem paga o vencimento desse povo?

Daniel Homer disse...

Meu Deus... A pessoa se propõe a vir aqui comentar, defender a corrupção, criticar as colocações feitas sobre erros grosseiros de português e no final ainda escreve "Voceis". É lamentável! pelo visto, a "edução" realmente é um caso sério em nossa cidade!