terça-feira, 14 de junho de 2011

Advogados de Peixoto tumultuam audiência

O prefeito Roberto Peixoto (PMDB) compareceu hoje, 14, à Câmara Municipal para prestar depoimento na Comissão Processante (CP). O depoimento seria dividido em duas partes. Na primeira, o prefeito faria uso da palavra; na segunda, responderia as perguntas formuladas pelos vereadores membros da CP.
O alcaide fez uso da palavra e os advogados pediram que fossem anexados à Comissão Processante os documentos utilizados para embasar a fala do prefeito. Mas, curiosamente, após o término da palavra, o Secretário de Governo e Relações Institucionais, Adair Loredo, foi até a tribuna onde estava o prefeito e pegou um dos documentos que embasaram a defesa. Foi aí que começou a confusão.

Apesar de ser advogado, Adair Loredo não tem nada a ver com o processo de cassação movido pela Câmara, porque os advogados do prefeito neste caso são bancados com recursos próprios e não com dinheiro público. Ao ver Adair Loredo pegar os documentos, a presidente da CP, vereadora Pollyana Gama (PPS), exigiu que ele devolvesse. E assim ele fez. Após isso, o advogado Alfredo José Gonçalves, que defende o prefeito na CP, pediu o uso da palavra. A vereadora Pollyana Gama disse que cederia o uso da palavra somente depois que ele entregasse os documentos à CP. Então, o advogado colocou os papéis dentro da pasta e retirou-se do Plenário. A vereadora pediu inicialmente para a Polícia Militar barrá-lo, mas depois liberou a saída e deu um prazo de 24 horas para eles apresentarem os documentos. Na hora de ir embora, o prefeito recusou-se a assinar o ofício que solicitava a entrega dos documentos em 24 horas. A situação ficou bastante tumultuada, o que só favorece o próprio Roberto Peixoto, já que a segunda parte, a mais importante, onde os vereadores fariam os questionamentos, foi prejudicada! O primeiro escalão do Palácio Bom Conselho compareceu em peso para engrossar a claque pró-Peixoto. Confira nas fotos de Marcos Limão, Pablo Schettini e Paulo de Tarso Venceslau. Mais detalhes você confere na edição 506 do Jornal CONTATO, que estará nas bancas no dia 17 de junho.



Peixoto dá uma última olhada para a presidente da Comissão Processante, Pollyana Gama (PPS), antes de deixar a Câmara Municipal




Secretário de Turismo, Monteclaro César, que deveria estar trabalhando, organizava a turma uniformizada no lado de fora da Câmara Municipal



 Secretários de Comunicação e de Educação, Carlos Silva e Carlos Rodrigues, que deveriam estar trabalhando, acompanham o depoimento do chefe dentro do Plenário da Câmara



Chefe de gabinete, Sônia Bettin, que deveria estar trabalhando, na Câmara Municipal



Secretário de Saúde, Pedro Henrique Silveira, que deveria estar trabalhando, comparece ao Legislativo em horário de expediente para acompanhar o depoimento do prefeito



Cartaz dos manifestantes pergunta se hoje é dia de ponto facultativo na Prefeitura



Advogado Alfredo José Gonçalves coloca em sua pasta os documentos usados para embasar a defesa do prefeito antes de deixar o Plenário da Câmara



Roberto Peixoto na tribuna

Nenhum comentário: