quinta-feira, 30 de junho de 2011

Câmara pode afastar Peixoto

Câmara Municipal de Taubaté realiza amanhã, dia 1º, a partir das 21 horas, a 81ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA para votar o Projeto de Decreto Legislativo, de autoria da Vereadora Pollyana Gama (PPS), presidente da Comissão Processante, que determina o afastamento de Roberto Peixoto do cargo de prefeito no decorrer da instrução processual da Comissão Processante.

Natalie Lamour acalma mercados

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Protesto popular

Manifestação popular na sessão ordinária de hoje, dia 29, na Câmara Municipal de Taubaté.

Eleições 2012

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) divulgou hoje, dia 29, o calendário para as eleições municipais em 2012. O primeiro turno será no dia 7 de outubro. E nas cidades onde houver o segundo, ele ocorrerá no dia 28 de outubro.

Partidos e candidatos têm prazo definido até o dia 7 de outubro de 2011 para obter registro e/ou filiação se quiserem participar das eleições. As convenções partidárias para a escolha dos candidatos devem ocorrer entre os dias 10 e 30 de junho de 2012. Depois, os partidos têm até o dia 5 de julho para registrar seus candidatos.

Fica determinado o dia 6 de agosto de 2012 para os candidatos apresentarem à Justiça Eleitoral a primeira prestação de contas da campanha. E no dia 6 de setembro de 2012, a segunda prévia da prestação de contas. A propaganda eleitoral gratuita na rádio e na TV começa no dia 21 de agosto e termina no dia 4 de outubro. Transferência de domicílios eleitorais ou requisição de inscrição eleitoral devem ocorrer até o dia 9 de maio de 2012.

Obra sem fim...






Membros da sociedade civil organizada realizaram hoje, dia 29, um protesto bem humorado para marcar o aniversário do início da reforma da Praça Santa Terezinha, que já deveria ter sido terminada há pelo menos seis meses. O protesto contou até com bolo de aniversário. Antes da reforma terminar, o piso novo já foi manchado pela gordura que escorre dos carrinhos de lanches da praça. Apesar de seu uma obra bancada com verba do governo federal, o Palácio Bom Conselho instalou no local uma placa que diz "mais uma obra da Prefeitura de Taubaté". Pode?

As contradições de Peixoto

Ao analisar as declarações do prefeito Roberto Peixoto (PMDB), percebemos que ele mudou radicalmente a sua opinião sobre o poder Judiciário em poucos dias.

Na porta da Superintência da Polícia Federal em SP, logo após sair da cadeia no dia 24 por força de um habeas corpus, Roberto Peixoto declarou à Rede Globo: "Eu acredito que eles [membros do Judiciário] analisaram tecnicamente, porque a Justiça sabe o que faz, então, por isso nós estamos muito tranqüilos quanto a isso. Uma decisão sábia, uma decisão correta”.

Já na edição de hoje, dia 29, do Jornal OVALE, o prefeito afirma que confia na “justiça divina” para provar sua inocência, porque “a justiça aqui é diferente, tem conspiração política, tem armadilha”. Ué?

Depoimentos reveladores


Membros da CEI: Chico Saad (PMDB), Orestes Vanone (PSDB) e Alexandre Villela (PMDB)


Laurindo recebe orientações do advogado Anderson Werneck durante o depoimento

Vânia de Moura Miranda


Realizada na manhã do dia 28, a terceira audiência da CEI (Comissão Especial de Inquérito) das Lousas Digitais deixou muita gente com a pulga atrás da orelha. Prestaram depoimentos Laurindo Campi (representante da empresa que vendeu as lousas digitais) e Vânia de Moura Miranda (da Secretaria de Educação da Prefeitura de Taubaté). Os vereadores apuram se houve direcionamento na licitação.

Laurindo confirmou que conheceu o prefeito Roberto Peixoto durante uma reunião do CODIVAP (Consórcio que reúne as prefeituras da região) em agosto de 2010. Posterior a isso, em dezembro de 2010, a empresa fez uma apresentação aos representantes da Secretaria de Educação e do departamento de Compras da Prefeitura de Taubaté. Em janeiro de 2010 o edital foi aberto e a empresa acabou vencendo a concorrência solitariamente para fornecer lousas digitais para a municipalidade. Detalhe: o representante da empresa confirmou que forneceu as especificações técnicas para o Palácio Bom Conselho fazer o edital. “A empresa enviou as especificações técnicas e como a prefeitura montou o edital é problema dela”, disse Campi. O representante da empresa também confirmou que foi o próprio prefeito quem convidou a empresa para fazer a apresentação.

Vânia revelou que era a única representante da Secretaria de Educação durante a de apresentação realizada pela empresa em dezembro de 2010, mas admitiu não ter capacidade técnica para avaliar se o produto seria útil ou não à rede municipal de ensino. E a ordem para Vânia participar da reunião? Partiu do Departamento de Compras.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Cristo explorado



Divulgado na internet o vídeo do deputado estadual Padre Afonso Lobato pedindo votos para o então candidato a prefeito Roberto Peixoto, chamado de "homem honesto", nas eleições de 2004. Veja como o mundo político dá voltas. Hoje a conjuntura está diferente. Padre Afonso e Roberto Peixoto lideram grupos políticos diferentes. Ademais, é interessante ver como a imagem do Cristo Redentor foi explorada para fins político-eleitoreiro...

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Peixoto sumiu da Venezuela!!!

O prefeito Roberto Peixoto (PMDB) tomou um chá de sumiço nesta segunda-feira, o seu primeiro dia de trabalho após sair da carceragem da Polícia Federal em São Paulo. A imprensa estava aflita atrás de uma declaração do alcaide, mas não conseguiu. O programa de humor "CQC" também esteve pela manhã no Palácio Bom Conselho para repercutir a prisão do alcaide, mas não conseguiu entrevistar ninguém. Só o assessor de comunicação Carlos Alberto da Silva apareceu para dizer que ninguém iria se manifestar. Em seguida, o assessor correu para dentro do prédio da Prefeitura. A imprensa, pasmem, foi impedida de entrar no local (um prédio público, vale registrar) por um dos seguranças de Roberto Peixoto - situação que lembrou muito um país vizinho ao nosso, comandado por um militar que anda mais pra lá do que pra cá. Oremos!!! 

   





Depois de ser ríspido com a imprensa, Carlinhos correu para dentro do prédio e deixou a imprensa para o lado de fora





Cumprindo ordens, segurança do prefeito impediu a passagem da imprensa

sábado, 25 de junho de 2011

Agressão à vista

Veja o estado em que ficou o outdoor que os opositores do prefeito colocaram na avenida do povo comparando com a foto no momento em que era afixado, registrada por Luciano Dinamarco.

A agressão ocorreu no momento em que o prefeito Roberto Peixoto (PMDB) e a primeira-dama Luciana Peixoto deixavam a prisão, por volta das 21h40 de sexta-feira 24. O carro com o casal Peixoto deixou a Superintendência da Polícia Federal depois que eles passaram por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal. Ninguém revelou o destino do casal. O secretário de Turismo e Cultura, Monteclaro César, afirmou que o prefeito e a primeira-dama seguiriam viagem para um local não informado, onde descansariam durante todo o fim de semana e  Peixoto deve voltar ao expediente na prefeitura da cidade na próxima segunda-feira, 27.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Últimas notícias oficiais sobre a prisão do casal Peixoto

STJ 24/06/2011 - 16h49

DECISÃO
          O ministro Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), concedeu liminar em habeas corpus ao prefeito de Taubaté, Roberto Pereira Peixoto, e à primeira-dama, Luciana Flores Peixoto, presos durante a Operação Urupês, da Polícia Federal (PF). Os dois foram presos temporariamente em decorrência de inquérito que apura a suposta prática dos delitos de fraude de licitações e também de corrupção passiva e ativa. (...)
          “Da leitura da decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região verifica-se que a ordenação do sequestro corporal antecipado dos pacientes está fundada na gravidade dos fatos criminosos noticiados, por supostamente terem dilapidado patrimônio público, bem como em presunções de que, soltos, poderiam influir na colheita de provas”, destacou o relator.
          Assim, ressaltou o ministro, não demonstrada, com base em elementos concretos, a necessidade da prisão cautelar não há motivo para a sua continuidade.
          O ministro Mussi solicitou, ainda, informações ao TRF3 e, depois de recebidas, determinou o encaminhamento do processo ao Ministério Público Federal para parecer.
          O mérito será julgado pela Quinta Turma do STJ.

Casa do prefeito noveneiro



Imagens dos manifestantes que se deslocaram para a frente da casa do prefeito Roberto Peixoto (PMDB) após a notícia da saída do casal Peixoto da cadeia. Ao lado da casa do prefeito, iniciava a Festa de São João Batista. O cartaz do evento (foto acima) informa que Roberto Peixoto e família seriam os noveneiros da noite de hoje. Não foi possível. Porque no momento da festa Roberto e Luciana deixavam a carceragem da Polícia Federal em São Paulo.

ENQUANTO A JUSTIÇA NÃO DECIDE...

Últimas notícias oficiais sobre a prisão de Peixoto e Luciana

24/06/2011
14h:34 - PROCESSO RECEBIDO DO GABINETE DO(A) MINISTRO(A) RELATOR(A) COM R. DECISÃO DEFERINDO LIMINAR, SOLICITANDO INFORMAÇÕES E DETERMINANDO VISTA AO MPF
14h:54 - PROCESSO RECEBIDO NA SEÇÃO DE COMUNICAÇÃO P/ CUMPRIR TERMOS DO DESPACHO
15h:13 - DECISÃO DO MINISTRO RELATOR DEFERINDO LIMINAR , SOLICITANDO INFORMAÇÕES E DETERMINANDO VISTA AO MPF. AGUARDANDO PUBLICAÇÃO (PREVISTA PARA 27/06/2011)
15h:14 - TELEGRAMA Nº MCD5T-15454 EXPEDIDO AO (À) TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3º REGIÃO COMUNICANDO CONCESSÃO DE LIMINAR

Justiça liberta Peixoto

O Superior Tribunal de Justiça decidiu agora há pouco soltar o prefeito Roberto Peixoto (PMDB) e a primeira-dama Luciana Peixoto, presos desde o dia 21 na Superintendêncial da Polícia Federal em São Paulo. Eles são investigados por corrupção ativa e passiva, fraude em licitações, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. O contador Carlos Anderson dos Santos, porém, continua preso. Roberto e Luciana devem chegar a Taubaté ainda hoje.

A fábula da ratolândia

Qualquer semelhança não é mera coincidência.
Divirtam-se com o vídeo abaixo.

Peixoto no Estadão de hoje

Mais uma reportagem de Fausto Macedo, confira
PF mapeia laranjas que levaram propinas a prefeito de Taubaté
Inquérito aponta emissão de notas frias contra empresa que faturou R$ 7,3 milhões
do governo Roberto Peixoto.

          A Polícia Federal e o Ministério Público mapeiam a ação de laranjas que teriam sido elo de propinas pagas por empresas contratadas sem licitação para o prefeito de Taubaté, Roberto Peixoto (PMDB), e sua mulher, Luciana Flores – ambos foram presos em regime temporário por ordem do desembargador Mairan Maia, do Tribunal Regional Federal da 3.ª Região (TRF3). Relatório da PF cita José Eduardo Touso como laranja, “um dos principais investigados”.Ele teria emitido notas fiscais falsas de prestação de serviços à empresa Home Care Medical, de fornecimento de remédios.
          O governo Peixoto desembolsou R$ 7,39 milhões com a compra de medicamentos em “caráter emergencial”. O inquérito revela que inicialmente Peixoto recebia valores diretamente. Porém, com o início
das investigações foi incluído no esquema de fraudes o laranja Touso, o qual passou a simular a prestação de serviços à empresa Home Care.”
          Segundo a investigação, Touso emitia notas fiscais contra a Home Care e, após receber por esta suposta prestação de serviços, repassava os valores a Peixoto. “Quanto a José Eduardo Touso também foi possível apurar se, até então, possuir diversas empresas constituídas em seu nome, estando uma delas sediada em local onde se verificou ser endereço residencial e, ainda, possuir antecedentes criminais pela prática de diversos delitos.”
          O Ministério Público Estadual identificou transação em que Touso assumiu o pagamento de uma Ford Ranger XL, cabine dupla, do prefeito. Quebrado o sigilo bancário do laranja descobriu se compensação de seis cheques por ele emitidos, todos em 14 de abril de 2008 e no montante de R$ 39,8 mil, em benefício da empresa SX Veículos – loja onde Peixoto adquiriu a Ranger 18 dias depois.
          Promotores que atuam na defesa do patrimônio público em Taubaté sustentam em ação civil por ato de improbidade que “o contrato firmado entre a municipalidade e a Home Care serviu para o pagamento de propina ao prefeito e à sua mulher que, com os recursos ilegalmente obtidos, adquiriram patrimônio incompatível com suas posses”.
          Um bem comprado pelo casal, em 2005, supostamente com dinheiro de propina, foi o apartamento de Ubatuba, na rua Hans Staden, 780, por R$ 120 mil. Segundo Fernando Gigli, ex-chefe de gabinete de Peixoto, o responsável pelo pagamento do imóvel foi Rodrigo Duque Andrade, assessor do deputado estadual Padre Afonso (PV). O deputado não se manifestou. Por sua assessoria, disse que não tem conhecimento do negócio."

quinta-feira, 23 de junho de 2011

O mais novo prefeito de Taubaté

Sabe quem é o novo prefeito da terra de Lobato?
Sabe quantos votos ele teve?
Eis as respostas:
Segundo declarações ao Ministério Público, Fernando Gigli, chefe de Gabinete durante quatro anos do então prefeito Roberto Peixoto (PMDB) em seu primeiro mandato, revela que se trata de Anthero Mendes Pereira Júnior, um dos sócios do escritório onde "A esposa do Prefeito, Luciana Peixoto, apresentou um edital gravado em disquete, que fora montado no escritório do advogado Antero Mendes Pereira, que presta serviços para a Prefeitura", para mais uma concorrência dirigida e superfaturada.
Ou seja, a Câmara Municipal impediu que a vice-prefeita Vera Saba tomasse posse, como manda a Lei Orgânica do Município, para deixar o Anthero Filho tomando conta da horta.
Os votos recebidos por Vera Saba foram trocados pelo apetite de alguns vereadores que gostam de pastar nessa horta.
Ah.. Esqueci dos votos. Quantos votos mesmo ele, Anthero Filho, o novo prefeito, teve?
Será que o título de eleitor dele é de Taubaté?
Talvez os vereadores que endossaram o suspeitíssimo parecer do seu jurídico possam esclarecer.
Se o título não for de Taubaté, ele jamais poderia ser prefeito.
Não é mesmo consultoria jurídica da Câmara?

Peixoto com dinheiro no exterior?

Repórter Fausto Macedo, do jornal O Estado de S.Paulo, informa que a Polícia Federal apura se o prefeito Roberto Peixoto (PMDB) lavou dinheiro no exterior. Abaixo, a íntegra a reportagem publicada na edição de hoje, dia 23. 

A Polícia Federal suspeita que o prefeito de Taubaté, Roberto Peixoto (PMDB), preso na terça-feira pela OperaçãoUrupês, teria depositado ativos ilícitos no exterior. A evasão pode ter sido realizada para lavar dinheiro de corrupção, por meio da ocultação de valores – mecanismo que disfarça enriquecimento e ampliação de patrimônio. Ao requerer ordem judicial para buscas na casa e no gabinete de Peixoto, a PF destacou que rastreia movimentação financeira do prefeito, da mulher dele, Luciana, e de outros investigados. “O avanço das investigações e a demonstração da materialidade de diversos dos crimes ora investigados, a exemplo da corrupção ativa e passiva, bem como da lavagem do dinheiro ilicitamente obtido pela quadrilha, impõe o cumprimento de buscas visando-se, especialmente, à localização de valores em moeda nacional e/ou estrangeira”, assinala relatório da PF. Os federais visam a “localização de comprovantes de titularidade de contas bancárias mantidas no Brasil e no exterior em nome dos investigados ou de terceiros”. A PF aponta “veementes indícios de formação de quadrilha incrustada e ramificada no Poder Executivo municipal de Taubaté, destinada à prática habitual e reiterada de crimes que dilapidam o patrimônio público, envolvendo, inclusive, receitas de origem federal”. Segundo o documento,“informações policiais demonstram que os investigados têm feito viagens ao exterior, a exemplo de Elói e Roberta Peixoto”. Elói seria policial civil ligado a Peixoto. Roberta é filha do prefeito. A suspeita da PF ganhou força a partir do resultado, ainda parcial, da quebra dosigilo bancário dos investigados. “Foi possível apurar se movimentações financeiras dos investigados que revelam seu envolvimento na prática dos fatos delituosos." O secretário de Governo de Taubaté, Adair Loredo, saiu em defesa de Peixoto. “O prefeito não conhece nem o Uruguai, pegou avião só para ir a Brasília a trabalho. Ele só conhece Taubaté”, afirmou. “A filha dele saiu do País duas vezes: uma em lua de mel e outra quando fez cruzeiro até Buenos Aires e Santiago.”
Imóveis
A PF também mira documentos de constituição de empresas, escrituras públicas e instrumentos de compromisso de compra e venda de imóveis em nome dos alvos da Urupês ou de terceiros. Nos computadores já recolhidos pela força-tarefa, com chancela judicial, a PF vasculha arquivos que revelem “outros locais onde devam ser, posteriormente, cumpridos novos mandados de busca e comprovantes de viagens ao exterior”. A Procuradoria da República endossou o pedido da PF para decreto de prisão do prefeito, da mulher dele, Luciana, e do contador Carlos Anderson. “Há indícios de que o prefeito, atuando organizadamente com membros de sua família e com empresários, seria responsável por dispensar ilegalmente procedimentos licitatórios, mediante recebimento de propinas, bem como por onerar indevidamente verbas de natureza federal destinadas ao custeio de programas de saúde e educação, valendo-se dos valores ilegalmente recebidos a partir de corrupção.” Peixoto e a mulher estão recolhidos na Custódia da PF em São Paulo.Eles foram presos em regime temporário por cinco dias, a mando do desembargador federal Mairan Maia. O casal ocupa celas separadas no terceiro andar da PF. Até domingo, o edifício-sede estará interditado para cumprimento de protocolo sanitário – hoje e amanhã, as dependências passarão por processo de dedetização e descupinização.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Prefeito fujão

PREFEITO FUJÃO - Notícia do Jornal O Estado de S.Paulo
O prefeito de Senador Pompeu, no Ceará, Antônio Teixeira de Oliveira (PT), está foragido desde o último domingo, 19, quando deixou a cidade em um ônibus alugado levando outros 36 suspeitos de corrupção. A Justiça cearense fez o pedido de prisão preventiva deles, mas até agora somente um funcionário da Prefeitura foi preso.

O prefeito, vice-prefeito, secretários e assessores são acusados pelo desembargador Darival Bezerra de fraude em licitações, desvio de dinheiro público, envolvimento em crimes de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores, falsidade ideológica, peculato e formação de quadrilha. Além da prisão, o magistrado determinou o afastamento de Antônio Teixeira de Oliveira, do vice Luís Flávio Mendes de Carvalho, e do vice-presidente da Câmara Municipal, vereador Tárcido Francisco de Lima Baia.
Conforme a representação criminal feita pelo Ministério Público eles cometeram em 2008 desvio de recursos públicos, pagamentos indevidos, emissão de cheques para pagamentos de empresas não idôneas que fornecem notas fiscais frias e outras "condutas criminosas", causando "dano de grande monta ao erário municipal".
O clima em Senador Pompeu, a 275 quilômetrosde Fortaleza, é de incerteza. Os moradores fazem plantão em frente ao Paço Municipal, que está fechado. O petista foi reeleito em 2008 com a promessa de fazer um novo mercado público e um calçadão próximo a linha férrea. As obras estão paradas. O presidente da Câmara, vereador Ibervan Ramos, está só esperando a determinação judicial para assumir. Ele está preocupado em logo nomear seu secretariado.
O advogado do prefeito, Paulo Quezado, afirmou que vai provar em juízo a inocência do gestor. Segundo Quezado, não houve desvio de verbas em Senador Pompeu. O advogado prometeu entregar o prefeito à Justiça na tarde desta quarta-feira, 22, mas até às 17 horas não tinha cumprido a promessa.
Antônio Teixeira sofre ameaça de expulsão do PT. A prefeita de Fortaleza e presidenta estadual do PT, Luizianne Lins, já foi comunicada do pedido, que foi encaminhado ao Conselho de Ética.

Casas Pias



Estado precário do imóvel


Construtora utiliza área ao lado do refeitório dos idosos como canteiro de obras


Local onde ficavam parte das casas do idosos, demolidas pela construtora, mesmo com a área em litígio e sem resposta definitiva da Justiça

Imagens exclusivas do local onde fica o centenário asilo Casas Pias, na avenida Quatro de Março. Neste mesmo local, o construtora Ergplan ergue um prédio e a obra causa transtornos aos idosos. Fotos de Pablo Schettini.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Queima de arquivo ou retirada de muamba?

          No Condomínio Vila Verde, o proprietário da casa é um vereador que já morou um tempo nessa residência. Por volta das 5h00 da madrugada de hoje, terça-feira 21, a Polícia Federal esteve por lá. No início da tarde começou uma operação queima de arquivo ou remanejamento de materiai$ comprometedores. Um Vectra preto estacionado na porta da casa recebeu muita muamba. Alô, alô PF, MP e outras forças moralizadoras. Para mais informações, basta entrar em contato com a redação de CONTATO.

Quem assume a cadeira do prefeito?

          A assessoria jurídica da Câmara divulgou nota com sua interpretação a respeito de quem deverá assumir o Executivo. Eis sua conclusão:
          (...) "Com o prefeito em prisão temporária, responderá o expediente da Prefeitura o responsável pelos negócios jurídicos até o Vice-Prefeito assumir, nos termos do §2º do artigo 51, da Lei Orgânica do Município.
          O artigo 47 da referida Lei define que a Vice-Prefeita substituirá o Prefeito em caso de impedimento deste no prazo de dez dias. Ultrapassado esse prazo sem que o Prefeito assuma o seu cargo, a Câmara deverá convocar a Vice-Prefeita para lhe dar a “posse”.
          É a interpretação sistemática da Lei Orgânica, especialmente pelos dispositivos contidos nos artigos 45 (trata da posse), 47 (substituição), 18, Parágrafo único.
          Por sua vez o Presidente da Câmara só assumiria se a Vice-Prefeita estivesse impedida também."

          Essa interpretação é contestada por advogados com base nos mesmos artigos 47 e 51 parágrafo 2 da Lei Orgânica do Município. Eis a íntegra:
  
           "Subseção IV - Da Substituição
          Art. 47. O Prefeito será substituído no caso de impedimento, e sucedido, no de vaga ocorrida após a diplomação, pelo Vice-Prefeito.
            (...)
          Art. 51. O Prefeito e o Vice-Prefeito não poderão, sem licença da Câmara Municipal, ausentar-se do Município, por período superior a quinze dias, sob pena de perda do cargo.
          § 1º O Vice-Prefeito não poderá recusar-se a substituir o Prefeito, sob pena de cassação do respectivo mandato, salvo motivo de doença.
           § 2º Enquanto o substituto legal não assumir, responderá pelo expediente da Prefeitura o responsável pelos negócios jurídicos do Município.”

        Advogados ouvidos por CONTATO foram unânimes em afirmar que bastaria um decreto da mesa diretora da Câmara para a vice-prefeita Vera Saba assumir o camando do Executivo.
        A decisão equivocada da CMT estaria por trás também da declaração feita pelo Secretário de Governo, Adair Laredo, ao afirmar que o prefeito despacharia da cadeia. Uma mentira muito grande que não poderia estar na boca de um advogado como ele. O prefeito Roberto Peixoto encontra-se preso justamente para mantê-lo afastado do cargo de tal forma que não permita sua ingerência nas investigações que ainda não se encerraram. Imaginem o tumulto que poderia ser criado na carceragem da PF se a todo momento aparecesse um funcionário da PMT para que o prefeito assinasse um cheque ou desse um despacho qualquer. Essa decisão da Câmara ainda poderá render muito. Tomara que não seja apenas uma desculpa para impedir a posse da vice-prefeita.

Minutos finais do casal Peixoto

Peixoto e Luciana clicados por Tiago Iqueda no momento em que saíam presos pela PF

         Alegria e muita festa marcaram os últimos momentos do casal Peixoto em liberdade. Acontece que esse entusiasmo todo não era do casal. Mas sim do povo que aglomerava na porta da residência do casal, cercado por viaturas da PF. Só faltaram as algemas, uma joia que dona Luciana já deveria ter recebido há muito tempo e o maridão muito mais.
          Pasmem, porém, que o Secretário de Governo assumirá a prefeitura. Trata-se de Adair Loredo, membro da Legião Estrangeira contratada a peso de ouro para tentar salvar o prefeito desse episódio mais que anunciado: a prisão em plena luz do dia.
          Na rua, um povo alegre e feliz aplaudia a ação da PF.
          Pelos cantos, feito ratos, assessores tentavam passar desapercebidos.
          O primeiro Habeas Corpus já foi negado.
          A prisão por cinco dias poderá ser ampliada e Vera Saba poderá assumir.
          Façam suas apostas!!!





Nelson de Jesus Filho, bate-pau de Peixoto, agressor covarde com um grupo de agentes de segurança do diretor do Jornal CONTATO, em março de 2005, no aterro sanitário, durante uma investigação jornalística, a mando do Gabinete do prefeito Roberto Peixoto  


Luciana Peixoto no momento em que era conduzida à prisão 

Prefeito Roberto Peixoto no momento em que entrava na viatura policial a caminho da cadeia 

José Gonçalves Rodrigues, advogado de Peixoto,
assiste o embarque de seu cliente rumo ao xilindró 

 Populares comemoram a prisão do prefeito pela Polícia Federal

Carlos Rodrigues, secretário da Educação e ghost writer do casal Peixoto, tenta não ser reconhecido na porta da casa do chefe no momento de sua prisão

Imagens da Operação Urupês

Agentes de segurança impedem o acesso da imprensa ao piso superior onde os policiais se encontravam trabalhando.



Viatura da PF em frente à prefeitura de Taubaté aguarda agentes policiais que vasculhavam o Gabinete do prefeito em busca de provas.


PF prende o prefeito Roberto Peixoto e a primeira dama Luciana Flores Peixoto

O prefeito e a primeira dama acabam de ser retirados da sua residência na rua do Café. Tudo indica que os advogados do casal não teriam conseguido um Habeas Corpus para evitar o constrangimento da prisão.
Carlos Anderson, aquele da ACERT contratada para "gerenciar" a logística depois de lançar sua primeira três Notas Fiscais em nome da campanha da reeleição de Peixoto em 2008,já está na sede da Polícia Federal de São José dos Campos. Roberto e Luciana Peixoto devem estar a caminho de lá, nesse exato momento.
Os dois carros que estavam na garagem da casa do prefeito foram apreendidos pela PF.
Trata-se da operação Urupês que tem como objetivo "desarticular organização criminosa formada por empresários, políticos e funcionários públicos', diz a nota da Polícia Federal.

Polícia Federal encurrala o prefeito Roberto Peixoto e a primeira-dama

Na manhã dessa terça-feira, 21, a Polícia Federal está promovendo um verdadeiro arrastão em residências e prédios públicos. A operação teve início por volta das 6h quando viaturas e policiais acordaram o prefeito, em sua residência, na rua do Café, com ordem de busca e apreensão como parte da operação Urupês ou Urutu (ainda não temos o nome oficial).
Até às 11h00, a PF continuava na residência de Peixoto. Fotos e mais detalhes só quando nosso repórter Marcos Limão retornar à redação.
A PF esteve também no escritório de contabilidade de Carlos Anderson, contador da campanha de Roberto Peixoto em 2008 através da empresa ACERT, mais tarde contratada pelo próprio prefeito para "gerenciar" remédios da área de Saúde de Taubaté. O pai de Anderson não quis conversar com nossa reportagem.
Na prefeitura, os policiais ocuparam o gabinete do prefeito. A assessoria de imprensa, leia-se Carlos Alberto Silva, o Carlinhos, ordenou aos seguranças que impedissem o acesso da imprensa no andar superior. Informações ainda não confirmada dão conta que haveria doze mandados de prisão entre eles de Pedro Henrique (Saúde), Sônia Bettin e do casal palaciano.
Nesse exato momento,  a PF retira o casal da residência.
Mais notícias e imagens a qualquer momento.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Investigações encerradas

Os vereadores que compõe a CEI dos Fantoches - criada para investigar possíveis irregularidades na compra de fantoches e dedoches - decidiram encerrar as investigações após esclarecimentos prestados pela diretora do Departamento de Materiais, Patrimônio e Compras, Sidmeire Sillos Padovani, na segunda-feira, 20.

A servidora justificou a aquisição de kits de fantoches e dedoches por R$ 6 mil, com dispensa da licitação, com base no artigo 25 da Lei 8.666/1993, que permite a compra direta de um fornecedor com garantia de exclusividade do produto. De acordo com o inciso 1º do artigo 25, “é inexigível a licitação quando houver inviabilidade de competição, em especial para aquisição de materiais, equipamentos, ou gêneros que só possam ser fornecidos por produtor, empresa ou representante comercial exclusivo, devendo a comprovação de exclusividade ser feita através de atestado fornecido pelo órgão de registro do comércio do local em que se realizaria a licitação”.

Para o vereador Chico Saad (PMDB), presidente da CEI, ficou “evidente que a compra do programa inclui o valor de seus direitos autorais”. Ele concordou que artesãos de Taubaté poderiam confeccionar os fantoches, porém, “não teriam o conhecimento pedagógico e o registro do produto”, exigidos no processo de compra. Foto da assessoria de imprensa da Câmara Municipal

Futuro da UNITAU

A UNITAU será sede do “I Encontro Nacional de Reitores e Dirigentes de Instituições Públicas Municipais”, evento previsto para ser realizado amanhã, 21, em parceria com instituições de ensino superior municipais. Será a primeira vez que lideranças de Instituições de Ensino Superior irão se reunir para debater os rumos da educação superior municipal brasileira e as metas estabelecidas pelo governo federal para esse segmento nos próximos anos. Entre os temas a serem debatidos, estão a adequação do Programa Universidade para Todos (Prouni) à realidade das IES municipais e a criação de um programa similar ao Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). Outra finalidade desse encontro será a criação de uma frente de trabalho das IES municipais, que irá representar o grupo para a busca de recursos e investimentos em ensino, pesquisa e extensão. Também serão indicados os representantes da IES municipais que irão participar, no próximo dia 30 de junho, em Brasília, de uma reunião com representantes do MEC que atuam na Secretaria de Educação Superior (Sesu). O evento será realizado no Salão de Atos da Reitoria da UNITAU, das 9h às 17h.

Festa junina no SESC

A edição 2011 da festa junina do SESC de Taubaté contou com a presença do cantor e compositor Renato Teixeira, que encerrou as festividades com o show apresentado na noite de domingo, 19. Antes dele, passaram pelo palco nomes renomados da música como Almir Sater e Matuto Moderno. Quem compareceu, gostou da festa junina. Tirando o frio, as noites estavam agradabilíssimas. Muita animação de um modo geral.
Apesar da festa, o momento lamentável da história política de Taubaté não foi deixado de lado. Lideranças do movimento que pede a cassação do prefeito Roberto Peixoto (PMDB) também estiveram presentes. Durante o evento, eles conseguiram mais adesões ao abaixo-assinado que pede o impeachment do alcaide. Até o Renato Teixeira fez questão de assinar o documento. Confira. Fotos de Marcos Limão


Renato Teixeira assina o documento que pede o impeachment do prefeito. Foto de Fernando Ito


No palco, Renato Teixeira e seu filho, João