terça-feira, 31 de maio de 2011

Dança das cadeiras. E que mudança!

Em meio à grave crise política, vivida por conta de infindáveis denúncias contra a administração municipal, o prefeito Roberto Peixoto (PMDB) promoveu a dança das cadeiras no Palácio Bom Conselho. E que mudança! O alcaide conseguiu promover um dos assessores  investigados pelo Ministério Público. A mudança, publicada no edital do dia 31 de maio, deixou muita gente com a pulga atrás da orelha. Confira:

SEBASTIÃO MELIN ABURJELI, engenheiro. Assumiu em Janeiro de 2011 o cargo de Secretário de Obras, Trânsito e Transportes. Foi exonerado a pedido. O motivo da sua saída foi a operação de busca e apreensão que promotores fizeram na sua casa e na secretaria, no dia 25 de maio, com o objetivo de apurar desvios de dinheiro público por meio de combustível e venda de peças de automóveis da frota oficial. 

ROBERTO CIMINO CARPEGIANI, engenheiro. Também teve a residência invadida pelo operação de busca e apreensão do Ministério Público realizada no dia 25. Ele ocupava o cargo de Diretor do Departamento de Transportes e foi promovido para o cargo de Diretor do Departamento de Desenvolvimento Econômico, no lugar de ANTÔNIO ROBERTO PAOLICCHI, que deixou a Prefeitura de Taubaté no dia 23. 

LUIZ SIMÕES BERTHOUD, delegado de polícia. Ele já integrou o primeiro e o segundo escalões na Secretaria de Segurança Pública Municipal. Agora foi nomeado para o cargo de Diretor do Departamento de Materiais, Patrimônio e Compras. A pergunta que não quer calar: o que um delegado faz no setor de compras da Prefeitura de Taubaté? 

ELOI FRANCISCO BARBOSA, investigador de polícia. Ocupava o cargo de Diretor do Departamento de Materiais, Patrimônio e Compras. Foi exonerado e nomeado para o cargo de Diretor do Departamento de Segurança Pública Municipal.   

Dilma diz que está curada

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Polícia Federal na fita

De autoria do deputado federal Delegado Protógenes (PCdoB-SP), o Projeto de Lei 1078/11 permite à Polícia Federal (PF) investigar denúncias para crimes contra a atividade jornalística, quando houver omissão ou ineficiência dos orgãos estaduais. Detalhe: a proposta altera a Lei 10.446/02, que já prevê atuação conjunta da PF com outros órgãos de investigação para crimes como formação de cartel, violação de direitos humanos, sequestro, cárcere privado e extorsão por motivos políticos. A Câmara dos Deputados analisa a proposta.

Comissão Processante segue em frente


Em decisão proferida hoje, 30 de maio, o juiz da Vara da Fazenda Pública de Taubaté, Paulo Roberto da Silva, negou o mandado de segurança pleiteado pelos advogados do prefeito Roberto Peixoto (PMDB) para suspender os trabalhos da Comissão Processante, que pode cassar o mandato do prefeito por conta de irregularidades administrativas apuradas na CEI (Comissão Especial de Inquérito) da ACERT. Confira na íntegra a sentença do Juiz da Vara da Fazenda Pública de Taubaté.

Vistos
1) Cuida-se de MANDADO DE SEGURANÇA impetrado por ROBERTO PEREIRA PEIXOTO contra o PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE TAUBATÉ, apontando como autoridade coatora, no exercício da Presidência de referida Casa, o Vereador Henrique Antonio Paiva Nunes, de quem pediu “citação” ao final de sua inicial de folhas 02/17. 2) Em suma, afirma que a Mesa da Câmara Municipal de Taubaté expediu o Ato 20, de 02.10.2009, constituindo CEI (Comissão Especial de Inquérito), para investigar e apurar questões atinentes a contrato celebrado entre a Prefeitura Municipal de Taubaté e a empresa ACERT, sendo finalizada em 30.08.2010, expedindo-se relatório e, depois, apresentado Projeto de Resolução 11/2010, com assertiva de sua remessa ao Ministério Público e de que a infração político-administrativa cometida pelo Prefeito Municipal, descrita nos autos da CEI, estaria sujeira ao julgamento da Câmara Municipal e, instaurado, o processo seria conduzido, observado o no artigo 5º, do Decreto-Lei nº 201, de 27 de fevereiro de 1967, sendo a Resolução publicada em plenário, para os fins devidos, em 30 de agosto de 2010. 3) O relatório foi aprovado por maioria, seguindo-se o Projeto de Resolução. 4) Depois, segundo a inicial, em 29.09.2010, foi aprovada a ata da sessão anterior, que publicou a Resolução e, devido a ela, na 98ª. Sessão Ordinária, em 11 de maio de 2011, foi instaurada a Comissão Processante para apuração de eventual infração ao art. 4º, inciso VIII, do Decreto Lei 201, de 27 de fevereiro de 1967, sujeito a cassação de seu mandato eletivo, inclusive. 5) Diz o impetrante ter sido disso notificado, por procurador, verificando a ocorrência de ilegalidades na instauração da referida Comissão Processante, que contaminam, segundo seu entendimento, o procedimento e dele retiram direito líquido e certo. 6) Narra na inicial os fatos que entende ser ilegais na formação da Comissão Processante e situações que recomendam não possam integrá-la Vereadores que a integram, porquanto haveria parcialidade no exercício da função. 7) Ele, a evitar constrangimento ilegal em procedimento flagrantemente ilegal e nulo em sua forma, constrangimento este que se caracteriza com a continuidade dos trabalhos da Comissão Processante, na qual pode resultar na cassação de seu mandato, pede a concessão de medida liminar nos termos do “artigo 7º, II, da Lei 1.533/51”, para suspensão imediata dessa Comissão, constituída nos autos do processo 3.032/11, por ocasião da 98ª. Seção Ordinária, de 11 de maio de 211 e, ao final, seja concedida a ordem para determinar seja convocada nova Comissão Processante, ante a violação de seu direito líquido e certo, por ter sido composta com Vereador Membro Relator da CEI e Vereadora que elaborou formalmente a denúncia para sua abertura. 8) A inicial veio instruída com os documentos de folhas 18/143, dentre eles “DVD” de sessão em que foi aprovada a Comissão Processante. 9) Pois bem! 10) Primeiro devo anotar que se percebe equívoco ao se pretender ordem de segurança com base na Lei 1.533/51, o que pode ser relevado, pois, está a viger a Lei 12.016, de 07 de agosto de 2009, que regula o mandado de segurança, na qual, aliás, menciona-se “notificação” da autoridade impetrada para os fins de direito e não sua “citação” (art. 7º, I, LMS). 11) Feitas estas considerações, passo a apreciação do pedido de liminar deduzido. 12) A concessão da medida liminar em mandado de segurança exige, como se sabe, a coexistência de dois dos requisitos estabelecidos no art. 7º, III, da Lei Federal 12.016/09 (LMS), ou seja, relevante fundamentação do direito alegado e risco da ineficácia da medida proposta. 13) Ora! Notificado o impetrante dos termos da Resolução baixada, de instalação da Comissão Processante, conforme por ele afirmado, por certo será por ele exercida toda a sua defesa, a qual pode ser sobre os fatos tratados na CEI e na Resolução (defesa de mérito) e sobre questões relativas ao procedimento (defesa indireta, aduzindo matérias preliminares) e isso será apreciado por quem de direito, no âmbito do Poder Legislativo local. 14) Evidencia-se que o procedimento recentemente instaurado está em seu nascedouro. 15) Assim, em que pese a alegada relevância do direito apontado, não se vê risco de ineficácia da medida proposta, podendo, por certo, serem aguardadas as informações da autoridade impetrada e de seu corpo jurídico (representante processual da Câmara Municipal de Taubaté) para que o juízo possa lançar sua decisão, apreciando o pedido de segurança, para que se convoque nova Comissão Processante, se aceita ao final a fundamentação deduzida, dos impedimentos apontados, de Vereadores que estão a compô-la. 16) E mais: Nos autos não foi apresentado o “Regimento Interno da Câmara Municipal de Taubaté”, o que é necessário a ser visto, a par da legislação que rege a matéria. 17) Posto isso, denego a medida liminar pleiteada por não ver o alegado periculum in mora. 18) Notifique-se a autoridade impetrada, 2º Vice-Presidente da Câmara, Vereador Henrique Antonio Paiva Nunes, nominado pelo impetrante, para que ele preste informações em dez dias. 19) Se estiver outro Vereador no exercício da Presidência da Câmara Municipal de Taubaté, que seja ele também cientificado do presente. 20) Cumpra a Serventia o inciso II do art. 7º da Lei 12.016/2009. 21) Requisite-se da Presidência da Câmara Municipal de Taubaté, cópia de seu Regimento Interno. 22) Com as informações, dê-se vista dos autos ao Ministério Público. 23) Depois, com ou sem seu parecer, tornem os autos conclusos para os fins de direito. 24) Intime-se. 

OBS.: AINDA ESTÁ EM TRÂMITE NA VARA DA FAZENDA PÚBLICA DE TAUBATÉ UMA AÇÃO JUDICIAL PROTOCOLADA PELOS ADVOGADOS DO PREFEITO, EM DEZEMBRO DE 2010, QUE PEDE A ANULAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DA CEI DA ACERT. ESTE RELATÓRIO SERVIU COMO BASE PARA A DENÚNCIA DE INFRAÇÃO POLÍTICO-ADMINISTRATIVA APRESENTADA PELO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL, JEFERSON CAMPOS (PV), QUE CULMINOU NA CRIAÇÃO DA COMISSÃO PROCESSANTE.

Na TV, PMDB é lugar de gente feliz

sábado, 28 de maio de 2011

Sexo e Poder

Confira a entrevista feita pela revista alemã Der Spiegel com o sócio-biólogo holandês Johan Van der Dennen sobre a relação entre sexo e poder. "Homens de poder têm libido hiperativa".

Pergunta: Pessoas em posição de poder fazem sexo com as secretárias; atacam camareiras de hotel ou pelo menos são acusadas disso, e dormem com a babá. Há uma percentagem maior de pessoas hiper-sexualizadas entre os homens poderosos ou é simplesmente mais fácil ficar sabendo de seus lapsos porque são tão visíveis?
Van der Dennen: Os dois podem ser verdade. Homens de poder têm uma libido hiperativa se comparados com homens “normais”, mas também estão mais dispostos a apostar que não vão ter problemas por suas atividades sexuais em qualquer lugar e tempo. O poder é um grande afrodisíaco, como diria Kissinger. Homens poderosos quase automaticamente esperam que outras pessoas atendam às suas demandas. O sexo é apenas parte desse jogo. Mulheres poderosas também têm apetite sexual maior do que a média.

Pergunta: Será que Clinton, Berlusconi, Strauss-Kahn e Schwarzenegger fariam o mesmo se não estivessem em posição de poder? Ou será que o próprio poder leva as pessoas a fazerem tais coisas?
Van der Dennen: Indubitavelmente, os homens que eventualmente atingem posições de poder têm fortes ambições nesta direção e de fato certa irresponsabilidade ou falta de escrúpulos. Mas, na minha opinião, é a própria posição de poder que deixa os homens arrogantes, narcisistas, egocêntricos, paranoicos, despóticos, hiper-sexuais e querendo cada vez mais poder, apesar de haver exceções a esta regra. Homens poderosos em geral têm um olhar atento para a beleza e atração feminina, e as mulheres, em geral, são atraídas por homens poderosos, de sucesso, famosos e ricos. Toda mulher “disposta” confirma o poder do homem poderoso.

Pergunta: O que acontece com a empatia, o cuidado e, sobretudo, com a razão na cabeça dessas pessoas?
Van der Dennen: O sexo e o intenso desejo sexual masculino já existiam nesta terra milhões de anos antes de os humanos evoluírem algum sentido de razão e sensibilidade. Todo ato sexual envolve alguma regressão, na qual a empatia, a razão etc. são temporariamente suspensas. Isso é válido, acho eu, não apenas para os homens de poder.
Pergunta: O psicólogo Satoshi Kanazawa da Universidade de Canterbury, descobriu que homens de sucesso fazem sexo com maior frequência e com mais parceiros. Será que é um comportamento evolucionário adaptativo?
Van der Dennen: Não apenas Kanazawa, mas dezenas de outros estudos encontraram esta relação. Uma análise evolucionária interessante do elo entre sexo, poder e poligamia foi apresentado em 1986 por Laura Betzig em seu livro “Despotism and Differential Reproduction: A Darwinian View of History” (em tradução livre, “despotismo e a reprodução diferencial: uma visão darwiniana da história”). Com entusiasmo desenfreado, machos poderosos usaram seu poder em serviço do sucesso reprodutivo.

Pergunta: O que o senhor acha que esses homens precisam pensar sobre si mesmos no momento em que estão prestes a fazer sexo “proibido”?
Van der Dennen: Não é especulativo demais pensar que os homens de poder vivem em um mundo por demais sexualizado e erotizado. Não apenas eles esperam ter sexo toda vez que sentem vontade, mas também esperam que as mulheres estejam sempre dispostas a fornecer esse serviço e gostar. Eles são completamente egocêntricos e oportunistas e simplesmente pegam aquilo que querem. Provavelmente, é uma surpresa total quando alguém não obedece. A proibição e a estranheza da transgressão tornam o sexo ainda mais atraente.

Pergunta: O senhor não quer dizer que todo mundo que sobe ao topo está em risco de se tornar um estuprador?
Van der Dennen: Não necessariamente. A maior parte dos homens de poder não precisa forçar o ato sexual, porque têm sexo consensual com muito mais frequência do que seus irmãos menos afortunados. O que não exclui a possibilidade de alguns homens de poder o fazerem pela “aventura”, ou para ver como conseguem se safar. Virtualmente todos os estudos de estupro mostram que os estupradores são homens jovens, sem poder e desacreditados.

Pergunta: O que é necessário para se sentir poderoso: o status social basta? Ou é preciso ter dinheiro também? Fama?
Van der Dennen: O poder é como se fosse onívoro. O poder tende a se correlacionar com a saúde e fama e sucesso e com acesso sexual a parceiros mais numerosos e variados. A única coisa que é realmente necessária para você se sentir poderoso é submissão do outro.

Pergunta: O que mais o poder faz com as pessoas?
Van der Dennen: Essencialmente, o poder corrompe, com o perdão do clichê.

Tradução: Deborah Weinberg


sexta-feira, 27 de maio de 2011

Palocci e infraestrutura no Brasil

Pedro Venceslau, repórter do Jornal Brasil Econômico e colunista do CONTATO, entrevista a Ministra do Planejamento Miriam Belchior, que fala sobre o interesse das empresas estrangeiras em investir no Brasil. Por fim, a ministra descarta o termo "crise" para o caso do fantástico enriquecimento patrimonial do Ministro Antônio Palocci. Quanto otimismo, hein...

Plano Diretor suspenso

PRIMEIRA MÃO - Está suspenso o Plano Diretor do Município de Taubaté. O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu hoje, 27 de maio, liminar determinando a imediata suspensão dos efeitos da Lei Municipal n. 238 de 10 de janeiro de 2011.

Foi o Procurador Geral de Justiça, Fernando Grella Vieira, quem ajuizou perante o Tribunal de Justiça de São Paulo a Ação Direta de Inconstitucionalidade postulando a declaração de inconstitucionalidade com base na representação popular formulada pela Defensoria Pública de Taubaté e várias entidades da sociedade civil.

Um dos motivos apontados é a falta a violação a direito constitucional de participação, em audiências públicas, da sociedade civil no processo de elaboração da lei. E também o fato da Câmara Municipal ter aprovado o Plano Diretor em prazo recorde, em apenas 6 dias, entre os dias 08 a 14 de dezembro de 2010. Portanto, Taubaté continua sem Plano Diretor.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Peixoto entrega defesa à Comissão Processante

Na tarde de hoje o prefeito Roberto Peixoto entregou sua defesa à comissão processante da Câmara Municipal de Taubaté. Veja a seguir o documento na íntegra.
Defesa_Peixoto

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Busca e apreensão na Prefeitura




Promotor José Carlos de Oliveira Sampaio chega à Secretaria de Obras Públicas acompanhado pelo secretário Sebastião Melin




Peritos vistoriam os carros abandonados no pátio da secretaria





Computadores e documentos apreendidos pelos membros do MP



Os promotores do Ministério Público de Taubaté e de São Paulo realizaram hoje, 25 de maio, uma operação de busca e apreensão na Secretaria de Obras Públicas da Prefeitura de Taubaté. Eles estavam acompanhados de peritos da promotoria e chegaram à secretaria por volta das 7h30. Logo em seguida começaram a vistoriar carros oficiais, computadores e documentos, que foram apreendidos para análise. Existe a suspeita de desvio de dinheiro público. Os promotores deixaram o local por volta das 11 horas, sem falar com a imprensa. Confira as imagens exclusivas feitas pelo repórter Marcos Limão.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Igreja do Rosário 1

A obre de asfaltamento no prédio da Diocese de Taubaté, na Praça Largo do Rosário, ao lado da Igreja do Rosário, tem gerado muita polêmica. A obra chegou a ser embargada pela Prefeitura de Taubaté, porque a empresa contratada estava usando uma máquina chamada "rolo de pé de carneiro" para asfaltar. Este equipamento causa muitas tremedeiras e elas apresentavam risco à estrutura da Igreja do Rosário. O rolo de pé de carneiro é usado geralmente para asfaltar estrada. 

A Diocese de Taubaté trocou o equipamentos, apresentou os documentos exigidos pelo prefeitura e seguiu em frente com o obra. Porém, é visível o dano causado à Igreja do Rosário, que já está interditada antes da obra por conta da estrutura no local, que não oferece segurança para os fiéis frequentarem as missas.

CONTATO esteve hoje, 24 de maio, no local e percebeu que a rachadura na parede do fundo da Igreja do Rosário aumentou de tamanho. O imóvel da escola infantil que fica ao lado também sofreu com a tremedeira causada pelas máquinas. 

A ONG Preserva Taubaté, criada com o objetivo de atuar na preservação de patrimôniocos históricos, divulgou um comunicado em que critíca a Igreja Católica pela falta de preservação de seus prédios históricos, como a Capela do Pilar e a Igreja do Rosário.

Segundo apurou o blog, a obra causou um racha entre os membros da igreja, uma vez que muitos padres não aprovam a iniciativa, capitaneada pelo Padre Marquinhos. Acompanhe as fotos do repórter Marcos Limão.





Fachada do prédio da Diocese de Taubaté, onde será instalado um Seminário. Ao fundo, máquina trabalha para asfaltar o estacionamento

Igreja do Rosário 2

Fotos da escola infantil "Be a Bá", que fica ao lado da Igreja do Rosário. O imóvel também sofreu com as tremedeiras causadas pelas máquinas. Uma das salas de aula está interditada por conta de rachaduras que apareceram. As crianças reclamaram do cheiro de pixe e não deixaram de notar a tremedeira no chão.


Quadro descolou da parede por conta das tremedeiras


Parede da sala interditada. Parece soltou parte do reboco


Porta desceu. Trinco já não nivela mais como antes

Protesto dos Professores





Adair Loredo, o secretário de governo escalado para defender o prefeito


Cerca de 400 professores da rede municipal de ensino paralisaram suas atividades na manhã hoje, 24 de maio, para exigir a abertura de negociação com a Prefeitura de Taubaté sobre Plano de Carreira e Reajuste Salarial para a categoria. Segundo David Carneiro, um dos líderes da manifestação, “queremos uma proposta concreta de revisão salarial por parte da prefeitura”.
Durante o ato foi formada uma comissão de 14 membros representada por professores do ensino infantil e fundamental para negociar com o governo. Mais uma vez o prefeito Roberto Peixoto não recebeu a comissão e designou o secretário de Governo e Relações Institucionais, Adair Loredo, para atender a comissão. Surpreendentemente, a Prefeitura de Taubaté não tinha uma contra proposta para apresentar aos professores. Até o advogado Adair Loredo, escalado para defender o Palácio Bom Conselho nestes tempos de crise, reconheceu a incompetência da Prefeitura de Taubaté ao declarar que “quero reconhecer que nós falhamos com a categoria (dos professores)”. O secretário prometeu apresentar publicamente uma contra proposta para a categoria até o dia 1º de junho.
Atualmente o piso salarial dos professores é o menor salário pago entre todos os servidores do município, cerca de R$ 1.118. Os professores protocolaram um documento pedindo um reajuste de 40,1%, que, segundo eles, seria apenas a reposição das perdas dos últimos quatro anos em que não tiveram reajuste. Uma nova assembléia foi marcada para o dia 27 de maio, às 18h, no clube dos funcionários municipais de Taubaté, onde será discutida a possibilidade de greve. Fotos de Pablo Schettini

Tentativa de sucídio

  


Um homem não identificado tentou cometer suicídio na noite de segunda-feira, 23. Por volta das 19h, ele subiu na marquise do Edifício Monteiro Lobato, que fica em frente à Prefeitura de Taubaté, e ameaçou se jogar. Depois de quase três horas de negociação, o homem desceu do prédio e foi levado ao Pronto Socorro Municipal. Fotos de Marcos Limão

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Educação

Professores da rede municipal de ensino realizarão hoje, por volta das 19h30, uma assembléia na Avenida do Povo para discutir a situação da categoria. Os educadores reivindicam aumento de salário e plano da carreira. Não está descartada a possibilidade de greve a partir de amanhã na rede municipal.

Legislativo vilipendiado, mais uma vez!!

Os vereadores Pollyana Gama (PPS) e Digão (PSDB) foram ludibriados com mentiras oficiais do Palácio Bom Conselho desde que a Câmara aprovou a criação de uma comissão processante para cassar Peixoto. Os dois representam formalmente o Legislativo. Na sexta-feira, 13, enquanto os dois parlamentares insistiam em descobrir o paradeiro do prefeito, Roberto Peixoto (PMDB) e seu séquito de puxa-sacos e aspones se reuniam no aterro sanitário. Aliás, um bom lugar para esse lixo. O jornal OVale publicou a foto que a prefeitura divulgou. Jornal CONTATO mais uma vez não recebeu nada. Isso é normal. Mas, por que o jornal O Vale não identificou o local da reunião? Preguiça ou passaram a aceitar qualquer release?
Diante de mais um escárnio público, cabe apenas perguntar ao nosso leitor: Qual a legenda que você colocaria sob a foto abaixo distribuída pela prefeitura, exceto para o Jornal CONTATO?
Mas, cuidado!!! Quem avisa amigo é. Não abuse dos impropérios porque a prefeitura poderá processá-lo através do protocolo da internet (IP) do seu computador


terça-feira, 17 de maio de 2011

Prefeito notificado

Thiago de Bórgia Mendes Pereira, advogado do prefeito Roberto Peixoto (PMDB), compareceu hoje, por volta das 11 horas, à Câmara Municipal. Munido de uma procuração que lhe dá plenos poderes para responder em nome do prefeito, o advogado foi notificado quanto à Comissão Processante criada na Câmara Municipal com base nas graves irregularidades administrativas apuradas no âmbito da CEI da ACERT. E também hoje o vereador Orestes Vanone (PSDB) declarou à Rádio Difusora que o prefeito tem “99%” de chances de ser cassado pelos vereadores.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Comissão Processante em curso


Pollyana Gama e Digão no setor de protocolo do Palácio Bom Conselho. O vereador tucano entregou oficialmente todos os documentos produzidos no âmbito da CEI da ACERT








Pollyana Gama e Digão chegam à Prefeitura de Taubaté (acima) e são recebidos pela assessor Jacir Cunha (abaixo), que não conseguiu esconder o sorriso após informar o motivo da ausência do prefeito







Os vereadores Digão (PSDB) e Pollyana Gama (PPS) - respectivamente, relator e presidente da Comissão Processante criada na Câmara Municipal com base nas irregularidades administrativas apuradas na CEI da ACERT- estiveram hoje, 16, na Prefeitura de Taubaté com o objetivo de notificar o prefeito Roberto Peixoto (PMDB). Mais uma vez eles não conseguiram.


Pela terceira vez consecutiva, os assessores palacianos disseram que o alcaide estava na rua vistoriando obras. Só não disseram quais obras eram...


Quem recebeu os vereadores foi o presidente do PMDB de Taubaté, Jacir Cunha. Amanhã, terça-feira, 17, os parlamentares pretendem agendar uma reunião com o prefeito para notificá-lo. Caso não seja possível, o alcaide será notificado por edital. Após isso, começa oficialmente os trabalhos da Comissão Processante que pode levar à cassação de Roberto Peixoto. Fotos de Marcos Limão

Membros das CEIs

A Câmara Municipal de Taubaté editou os atos administrativos que determinam quais vereadores devem compor as Comissões Especiais de Inquérito. Confira.




CEI da Lousa Digital



Alexandre Villela (PMDB)



Chico Saad, do (PMDB)



Orestes Vanone (PSDB)





CEI dos Ovos de Ouro



Carlos Peixoto (PMDB)



Maria Teresa Paolicchi (PSC)



Rodrigo Luis Silva “Digão” (PSDB)





CEI da Merenda Escolar



Mário Ortiz (DEM)



Ary Kara Filho (PTB)



Henrique Nunes (PV).





CEI dos Fantoches



Chico Saad (PMDB)



Pollyana Gama (PPS)



Rodson Lima (PP)




sábado, 14 de maio de 2011

Mais passeata contra o prefeito





O Palácio Bom Conselho tentou, mas não conseguiu impedir mais uma manifestação espontânea da sociedade civil para pedir a cassação do Prefeito Roberto Peixoto (PMDB). Os manifestantes enviaram um comunicado à Prefeitura de Taubaté para avisar sobre a passeata que seria realizada na manhã de hoje, 14, e receberam como resposta um comunicado oficial do governo de que a passeata estava proibida!!! É o fim da picada!!!
O povo foi às ruas e fez barulho. Não faltaram palavras de ordem para animar a passeata. Uma destas palavras de ordem dizia: "Peixoto, cadê você? Envergonhou Taubaté no CQC".
Os manifestantes pediam a cassação do prefeito e ocuparam a escadaria da Catedral na Praça Dom Epaminondas para mostrar a indignação com o pior prefeito da História de Taubaté. Acompanhe as fotos do repórter Marcos Limão.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Relatório final da CEI da ACERT

Clique AQUI para ler o relatório final da CEI (Comissão Especial de Inquérito) da ACERT, documento usado como base para a denúncia contra o Prefeito Roberto Peixoto (PMDB) que resultou na Comissão Processante. O arquivo é pesado e pode demorar um pouco para abrir, mas tenha paciência. Vale muito a pena ler este documento. O relatório final da CEI da ACERT é uma bomba!!!

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Comissão Processante



Membros da Comissão Processante escolhidos por sorteio





Atrás do vidro blindado, público pressiona os vereadores



Em pleno horário de expediente, vários funcionários do governo foram até a Câmara Municipal para defender o prefeito, entre eles Gilson Bilard (foto), acusado de envolvimento na compra de votos por meio de bolsas de estudo nas eleições de 2008 e que ocupa cargo de confiança na Prefeitura de Taubaté. É muita cara de pau!!!



Sociedade mobilizada contra a corrupção também levou seus cartazes para pressionar os vereadores


Os vereadores aprovaram, no dia 11 de maio, por unanimidade, a criação de uma Comissão Processante a fim de abreviar o mandato do pior prefeito da História de Taubaté. A denúncia de infração político-administrativa partiu do Presidente da Câmara, Jeferson Campos (PV), com base nas graves irregularidades administrativas comprovadas no âmbito da CEI (Comissão Especial de Inquérito) da ACERT, empresa beneficiada um contrato milionário para atuar no setor de Saúde, em 2009. Os membros da Comissão Processante - vereador Digão (relator), vereadora Pollyana Gama (presidente) e vereador Rodson Lima (secretário) – foram escolhidos por meio de sorteio. Sem dúvida um revés para o prefeito Roberto Peixoto, já que tem como relator o principal vereador de oposição ao seu governo. Foto Pablo Schettini

Ameaça de morte



IMAGEM EXCLUSIVA de Fernando Gigli e sua mãe, Giliana Gigli, enquanto prestavam depoimentos na Delegacia de Polícia



Giliana e Fernando deixam a delegacia após registrar Boletim de Ocorrência




Testemunha-chave na investigação sobre o esquema de superfaturamento na merenda escolar em Taubaté, Fernando Gigli (ex-chefe de gabinete do prefeito Roberto Peixoto) compareceu hoje, 11 de maio, à Delegacia de Polícia para fazer um Boletim de Ocorrência por “ameaça”. Ontem à tarde, uma pessoa não identificada ligou na casa da sua mãe, Giliana Gigli. O interlocutor teria dito que “avise o Fernando para ficar quieto, fechar a boca, ou ele vai morrer”.



Segundo o B.O, “a vítima Fernando atribuiu as ameaças a um depoimento feito ao GEDEC-PROMOTORES DO GAECO, acontecido em 2009, onde depôs como testemunha em irregularidades na Prefeitura de Taubaté. Sendo neste domingo veiculada matéria no jornal Fantástico da Rede Globo, em que mostra a gravação de seu depoimento ligando o prefeito Roberto Peixoto ao recebimento de valores da empresa que forneceu merenda escolar a cidade de Taubaté”. Fernando Gigli classificou isso com um “ato covarde. Todo mundo tem o meu telefone celular. E eles resolveram ligar para a minha mãe que tem 70 anos.”. Giliana Gigli autorizou a quebra do sigilo telefônico para identificar de onde partiu a ligação.



Ainda na tarde de ontem, Ricardo Gigli, irmão de Fernando Gigli, também foi seguido por um carro até a cidade de Pindamonhangaba. O rapaz anotou a placa do veículo e, segundo levantamento da Polícia Civil, trata-se de um carro com a placa fria. Fotos de Marcos Limão

terça-feira, 10 de maio de 2011

Globo vai pra cima de Peixoto 1

Globo vai pra cima de Peixoto 2

Globo vai pra cima de Peixoto 3

Mais Alexandre Carolino!

A Prefeitura de Taubaté fechou mais um contrato com a empresa Alexandre Carolino Gonçalves ME - responsável pelo fornecimento dos ovos de ouro ao Palácio Bom Conselho. Esta empresa está impedida pelo Tribunal de Contas do Estado de firmar contratos com a Prefeitura de Pinda. Neste novo contrato assinado com o Palácio Bom Conselho, no dia 3 de maio de 2011, prevê o fornecimento de carnes e derivados por um ano ao custo de R$ 40.184,00. Veja abaixo neste blog a entrevista com Paulo Mataveli, ex-sargento do Exército e verdadeiro proprietário da empresa.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Destino selado








Dr. Roderico, suplente do Vereador Luizinho da Farmácia (PR), assiste a reportagem do Fantástico sobre o esquema da merenda escolar. Na tela, o prefeito Roberto Peixoto




O destino do prefeito Roberto Peixoto pode estar selado. Após reunião realizada na tarde de hoje, 9 de maio, os vereadores decidiram convocar uma sessão extraordinária para instaurar três Comissões Especiais de Inquérito. Foram criadas CEIs para investigar o caso dos ovos de ouro, das lousas e o esquema da merenda escolar. A reportagem exibida pelo Fantástico, da TV Globo, serviu para pressionar ainda mais o Legislativo municipal a investigar as constantes denúncias contra a Prefeitura de Taubaté. Também será criada na sessão ordinária de quarta-feira, 11, uma comissão processante, que pode resultar na cassação do prefeito, com base no caso da empresa Acert, contratada sem licitação por R$ 1,6 milhão. "Não dá para esta Casa ignorar o clamor popular", declarou o vereador Antônio Mário Ortiz (DEM).

Juventude vai às ruas contra Peixoto

No sábado, 7, centenas de cidadãos ocuparam a praça Santa Terezinha para protestar contra a administração mais corrupta e incompetente da história de Taubaté. No domingo, o programa "Fantástico", da TV Globo, exibiu uma reportagem sobre a corrupção e a má qualidade da merenda escolar servida nas redes municipais e estaduais de educação em todo o Brasil. Mais uma vez, a exemplo do que ocorreu com o CQC da Band, a prefeitura da terra de Lobato, sob a direção do prefeito Roberto Peixoto (PMDB), foi a estrela da denúncia (ver aqui) Um ex-assessor de Peixoto revela, por exemplo, que ele próprio entregava dinheiro da propina ao prefeito. Ele, ex-assessor, avalia que deve ter entregue cerca de R$ 5 milhões a Peixoto. Essa reportagem deverá turbinar iniciativas para outras manifestações.
O jornal OVALE, ufa, até que enfim, parece que aderiu ao coro dos descontentes e além de divulgar a manifestação, está distribuindo um adesivo, junto com seu jornal Bom Dia Taubaté, com os dizeres "Eu tenho vergonha dos políticos corruptos de Taubaté". Bem vindo à trincheira do BEM!! Só esperamos que não imite a Rede Globo que sempre é a última a aderir - Diretas Já!! o movimento dos caras pintadas no Impeachment de Fernando Collor, entre outras - e depois aparece como vanguarda do movimento.
Confira algumas fotos.











A juventude criativa e inconformada com o gestão do prefeito Roberto Peixoto foi maioria entre os centenas de manifestantes que se concetraram na Praça Santa Terezinha, na manhã de sábado, 7 de maio, antes de seguir em passeata até a praça Dom Epaminondas (ver aqui). Centenas de cidadão aderiram à passeata.

domingo, 8 de maio de 2011

Versão da Câmara Municipal

NOTA DIVULGADA PELA CÂMARA MUNICIPAL DE TAUBATÉ, NO DIA 6 DE MAIO, PARA REBATER AS CRÍTICAS DIRIGIDAS AO PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL, ACUSADO DE INOPERÂNCIA E OMISSÃO FRENTE ÀS CONSTANTES DENÚNCIAS QUE ATINGEM A PREFEITURA DE TAUBATÉ. LEIA E TIRE AS SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES.


A Câmara Municipal de Taubaté vem esclarecer fatos e versões que circulam na mídia e envolvem questões políticas em respeito à opinião pública. O Legislativo continua fiscalizando juntamente com o Tribunal de Contas e a Promotoria Pública todos os atos administrativos da Prefeitura local, hoje visivelmente desgastada por denúncias de amplo conhecimento.

Todavia, dentro do processo democrático é assegurado o direito do contraditório e até o momento nenhuma prova substancial ficou comprovada contra a gestão pública mesmo em âmbito jurídico. Mesmo assim o colegiado de vereadores faz a sua parte:

1) As contas municipais do ano de 2005 foram rejeitadas em Plenário;

2) Manifestações de vereadores são livremente divulgadas pela TV Câmara e veículos da mídia local;

3) As votações em Plenário de projetos de leis são decididas de acordo com a convicção de cada legislador;

4) A Mesa da Câmara tem se aplicado em cumprir a legislação dentro da responsabilidade institucional;

5) Eventuais ações ajuizadas e decretadas como segredo de Justiça são de responsabilidades de pedidos do Ministério Púbico ao Juízo, tramitando contra o Executivo;

6) A Mesa da Câmara de Taubaté nunca proibiu a consulta de processos internos, projetos de leis, sindicâncias, licitações, requerimentos de informações e outros expedientes no âmbito da Casa Legislativa e todos os atos são divulgados;

7) As denúncias escritas são analisadas pela assessoria jurídica e encaminhadas para comissões internas para pareceres, acatando-se o contraditório;

8) É mantida semanalmente a Tribuna Livre para o exercício da cidadania, com o zelo respeitoso que deve ser merecedora a opinião pública;

9) Por fim, a instituição legislativa continuará acatando o Poder Judiciário e as autoridades em geral e fazendo a sua parte na fiscalização dos atos do Executivo Municipal, a despeito da continuada campanha que é feita e notícias na mídia, mas que não encontram respaldo nas ações judiciais interpostas.

10) A Câmara de Taubaté continua à disposição de todos.


Taubaté, 6 de maio de 2011.



Gabinete da Presidência

sábado, 7 de maio de 2011

KASSAB EM TAUBATÉ

Na manhã de hoje, sábado, 07 de maio, o prefeito paulistano Gilberto Kassab se encontra na terra de Lobato para prestigiar encontro de militantes do Vale dispostos a criar o PSD na região. Vereador Mário Ortiz recebeu seu amigo Kassab, juntamente com o deputado federal Junji Abe, coordenador regional do novo partido. Kassab veio de jatinho que aterrisou às 7h30 na pista do CAvEx.


Vereador Mario Ortiz, do DEM mas influente no PSD, presta atenção nas palavras de Kassab


Antonio Jorge, diretor do SESI, entre Kassab e o deputado Junji Abe (2)


Kassab com lideranças locais: José Carlos Mendes, Pasin, Mário Ortiz e Rubens Freire