sexta-feira, 8 de abril de 2011

Descaso

CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA DEIXAM DE IR À ESCOLA PORQUE A VAN DA PREFEITURA DE TAUBATÉ ESTÁ QUEBRADA. CONFIRA A REPORTAGEM FEITA PELA TV VANGUARDA:




Trinta estudantes do Cemte (Centro Educacional Municipal Terapêutico Especializado de Taubaté) vivem um drama para irem à escola. Crianças e jovens não conseguem estudar há pelo menos 10 dias. As aulas continuam, mas uma das vans que faz o transporte desses alunos teve um problema no pneu e parou de funcionar. Os pais estão sem alternativas e temem que o afastamento dos filhos prejudique o tratamento. O centro trata mais de 700 alunos. O problema é que alguns não conseguem mais chegar ao local. Uma das vans que transporta os alunos parou de rodar e os estudantes de avançarem no tratamento. “A tendência é ele [filho] 'travar' e ficar tortinho. Eu não quero isso”, teme Beatriz Nascimento, mãe de aluno.



Essa situação persiste há quase duas semanas. Nesse tempo, o filho de Conceição fica em casa sem atividades e avanço no tratamento. “Eu fico preocupada por causa da falta do tratamento, pois meu filho está em casa parado sem fazer a fisioterapia que deveria fazer”, preocupa-se Conceição Gonçalves, mãe de aluno. Essa não é a primeira vez que a reportagem mostra o problema.




Em abril de 2010, os alunos do Cemte também ficaram sem transporte. Na época, a prefeitura reconheceu: das duas vans adaptadas, uma estava quebrada e a outra sem motorista. Com a falta do transporte adaptado e de alternativa, as mães pedem a volta das vans, e com urgência. "Não é justo ele [filho] ficar sem o carro, porque ele pode ficar bem melhor com o tratamento. Isso não quer dizer que ele vai andar, mas isso vai ajudar muito”, destaca Beatriz.




Ninguém da Prefeitura de Taubaté quis gravar entrevista. Em nota, o Departamento de Transportes informou que é realizada a manutenção dos veículos do Cemte com regularidade e que estão sendo tomadas providências para que os estudantes mostrados na reportagem voltem a frequentar a escola, mas não estipulou uma data para a volta das vans no serviço de transporte dos alunos.

Um comentário:

Anônimo disse...

As mães não devem se penalisar pelos seus filhos não estarem indo à escola.Com as chuvas é muito perigoso elas pegarem dengue proveniente dos criadouros existentes no terreno do CEMTE.Quando chove, a agua fica empoçada por dias porque não existe captação para as aguas