quarta-feira, 23 de março de 2011

Segurança

O Tribunal de Justiça de São Paulo declarou inconstitucional a Lei nº 4.279, de 12 de novembro de 2009, de autoria do vereador Digão (PSDB), que obrigava agências bancárias do município a isolarem visualmente o atendimento de seus usuários das pessoas que aguardam atendimento. A iniciativa do parlamentar tucano visava dar mais segurança aos usuários das agências bancárias, mas a Prefeitura de Taubaté ingressou com uma ADIN (Ação Direta de Inconstitucionalidade).

O vereador Digão é uma das poucas lideranças no poder Legislativo que criticam abertamente o prefeito pelas barbaridades ocorridas diariamente na cidade. Será a ADIN fruto de perseguição política? Quem paga por isso são os próprios moradores...

Um comentário:

Guido de Moura Salles Júnior disse...

Sem comentários.

Uma lei que deveria ser apoiada por todos sofre interferência negativa por parte da prefeitura.

Só por Deus...

Guido de Moura Salles Júnior