terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

PEIXOTO VAIADO EM QUIRIRIM

Um leitor no enviou o seguinte emais:

"Na final do festival de marchinhas de Quiririm, Henrique Nunes já deu mostras de como vai ser o casamento Legislativo e Executivo em Taubaté daqui para frente.
Fez discurso em Quiririm defendendo o Prefeito.
As vaias eram para o Prefeito Peixoto. Manifestação espontânea e pacífica de externar descontentamento com discursos e práticas políticas.
A alguns cidadãos só resta a vaia como reação a tantos desmandos.
Mas Henrique, sabe-se lá porquê, acabou se inflamando e fez uma incompreensível defesa do "Chefe".
Disse que quem estava vaiando o Prefeito era "uma turma de mal agradecidos" e que "antes não havia carnaval no Quiririm".
Incrível como esse tipo de "coação" ainda pode funcionar. Ouvíamos cidadãos simples de Quiririm dizendo: "aí, se a gente continuar vaiando, não vai ter mais nada aqui". Como se o carnaval não fosse feito pelo povo e para o povo. Como se o circo de quinta categoria armado ali valesse o aplauso comprado ou a vaia velada ou mesmo silenciada. Outros cidadãos, no entanto, continuaram vaiando a plenos pulmões e depois, suspiravam alviados dizendo ter lavado sua alma.
O Marcos Limão estava lá e deve ter registrado tudo. Cláudio Nicolini idem. E a TV Cidade, ah, a TV Cidade...
Isto é Taubaté.
Aguardo ansioso a matéria!
Paulo"


CONTATO falou com o vereador e presidente da Câmara Henrique Nunes (PV). Ele confirmou a história. Acrescentou que o grupo da ex-vereadora Goreti comandava a vaia. Goreti não estava no local. Foi Peixoto quem informou Henrique sobre o grupo de Goreti. O vereador defendeu Peixoto pelo que teria feito pelo Carnaval.
Quem assistiu, conta que foi vaia pra não botar defeito.

Um comentário:

Anônimo disse...

Vaia é pouco para eles, o povo esta querendo e vai fazer é jogar ovo e tomate.