sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Seria só o tempo do verbo?

Aquele jornalão de São José vive errando o tempo do verbo. Na edição de hoje, publica a manchete "Advogado tenta deixar juiz sob suspeição". À primeira vista, pelo tempo presente do verbo, passa a impressão que foi uma tentativa simultânea ao julgamento. Acontece que o fato ocorreu há seis meses. Foi uma tentativa desesperada para anular um dos processos. O nome do juiz é José Cláudio Ortiz Abrahão Rosa. O Ortiz, sobrenome que herdou da mãe, tem uma relação em quinto grau com o ex-prefeito Bernardo Ortiz. Se o jornalão tivesse feito alguma referência às inúmeras tentativas de manobras executadas pelos advogados de Peixoto, coisa que não fez, mesmo assim teria de informar corretamente, tipo: "Advogado já havia tentado deixar juiz sob suspeição". Um pequeno enorme detalhe!!!

Um comentário:

Jacir (não é Cunha) disse...

Mais uma mídia comprada! Desde sempre né!