quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Vudu Político

6 comentários:

Anônimo disse...

Mercadante está a espera de lula. P/ ouvir um apelo para que não renuncie? Não. P/ levar um esporro.

Anônimo disse...

Lula é o presidente do PMDB!

Anônimo disse...

Tem uma foto do PT Venceslau na Folha de SP de hj!

Anônimo disse...

politicos no Brasil são todos do mesmo partido, partido dos que são especialistas em se dar bem não importa as custa de quem.
Estão sempre em alerta procurando QUEM-DÁ-MAIS?.
Ideologia, principios, carater, etc são fantasias que eles alugam em epoca de eleição.

antonio barbosa filho disse...

Queridos amigos Paulinho e Pedro,
Serei o primeiro não-anônimo neste blog, já que meu recado é quase pessoal.
Quero entender por que o Paulinho insinou que eu seja um jornalista a soldo do Robertinho Peixoto. Sinceramente, muito mais que as palavras, chocou-me a injustiça, uma pessoa que sempre admirei voltar-se contra mim, sem nenhum pingo de razão. Paulo sabe que sou um pobre, justamente porque nunca me vendi, pôrra!
Ataque a outros comprovadamente venais. Faça sua campanha pós-eleitoral, torço pelo êxito do Contato, de vocês pessoal e profissionalmente. Eu compro o Contato toda semana, às vezes dois ou três exemplares, como compro o Matéria-Prima. Quero seu jornal muito forte.
Mas, por favor, corrija Paulo a sua infeliz insinuação sobre mim. Ou teremos um combate desgraçado de ruim, para ambos. Eu estou fora da política, depois de 30 anos de militância (faz uns sete que me afastei totalmente). Vivo minha vida pessoal, continuo escrevendo e vivendo do meu trabalho, morando no mesmo humilde apartamento, viajando como sempre viajei, às minhas modestas custas.
Nada devo, caramba! Vem logo vc me chamar de corrupto, ou coisa parecida?
Estou triste, decepcionado, mas creio na sua honestidade intelectual. Retire meu nome da suspeição que vc quis levantar entre seus leitores (nenhum deles acredita que o Barbosinha possa estar levando "algum" por fora), e voltemos às boas.
Sou seu amigo desde que o Frajola falava de vc, eu tinha 13 anos de idade. Conheci seu pai e sua mãe na casa do Bispo da época, todos pedindo informações, eles sobre vc e eu sobre o Chico Lacerda, o Sérgio Gomes, entre outros. Não brinque com nossa memória, companheiro.
Não deixe transparecer que seu jornal é um boletim da oposição. Todo mundo sabe, todo mundo vê suas intenções. Não pise em mim para atingí-las, porque aí o páreo é duro. Vc foi guerrilheiro (terrorista?, porque não fez guerrilha, há que distinguir vc de um Che, por exemplo)e pagou caro. Eu nunca fui, mas posso ser, em defesa da minha honra e com a única arma que usei em minha vida de pobre militante: a palavra. Pela minha honestidade, vou até o fim, bicho.
Um grande abraço ao Paulinho, outro ao Pedro (de quem o Zé Dirceu disse ser grande amigo, há uns seis meses atrás), e a toda Equipe.
Antonio Barbosa Filho
(hoje em Delft, Holanda)

Anônimo disse...

Pq o Barbosa não explica sobre a exposição feita recentemente pela sua namorada cuja as despesas foram bancadas pela Prefeitura?