quinta-feira, 30 de julho de 2009

Almoço entre os poderes



Acompanhe abaixo os melhores trechos da entrevista feita com o prefeito Roberto Peixoto (PMDB) após o almoço com os vereadores na quarta-feira, 29.

Qual a opinião do senhor sobre a Frente Parlamentar?

Eu acho muito importante os vereadores terem os seus posicionamentos. Nós fizemos essa reunião, uma reunião bem informal, para discutir alguns problemas da cidade. Os vereadores, por sua vez, estão cobrando alguns posicionamentos que o prefeito inclusive tinha dito em debate, em campanha, que assim faria. Nós estamos com 7 meses de governo agora e eu acabei de dizer para os vereadores aqui que nós vamos respeitar os pedidos dessa Frente. É um diálogo franco, político e técnico. Eu acredito que a maioria dos pedidos que está aqui nós vamos conseguir fazer. Só tem um item aqui que nós vamos ter que discutir muito mais. É muito difícil construir um hospital municipal em Taubaté.

Nós temos um projeto para quatro Prontos-Atendimentos 24 horas, sendo o primeiro deles no Parque Três Marias, [mas] nós vamos licitar. Nós vamos fazer o Pronto Socorro Infantil. O AME também nós vamos realizar. Construir o hospital, a edificação, não é difícil, nós temos caixa pra isso. A manutenção do hospital que é difícil. Eu acho muito difícil atender esse pedido específico. Mas eu me abri para poder discutir com outros técnicos da Universidade de Taubaté, com pessoas profissionais da área da Saúde para subsídios ao prefeito. Conseguir parcerias com governo, SUS, quem sabe...

O senhor concordou com o resto das propostas?

O primeiro que nós vamos fazer aqui é a Fatec, porque já está licitado. E começará no mês de agosto, primeira quinzena de agosto.

Um dos motivos da criação da comissão da Frente é que o senhor tem o costume de não cumprir os acordos firmados. Qual a garantia que o senhor está dando para os vereadores agora?

Eu pretendo freqüentar mais a Câmara, estabelecer um diálogo, reunir com os vereadores no Plenário, dialogar com os vereadores mais de perto.

E quanto às propostas?

Bom, mas vamos lá: a FATEC nós vamos começar que já está licitada a obra; o Pronto Socorro Infantil eu abro licitação esse ano. Nós vamos começar esse ano [com a licitação] e terminar ano que vem, porque o orçamento da prefeitura já está tudo planejado, então é só para o ano que vem; o Pronto Atendimento 24horas nós licitar esse ano, vai ser lá no [Parque] Três Marias, no Vale do Itaim. Consigo fazer ano; casas populares nós estamos construindo 272 [em parceria] com a Caixa Econômica Federal lá no [bairro] Parque Ipanema. Mas nós vamos fazer outras, não só com a Caixa, mas também com empresários que tem procurado muito a prefeitura; o rebaixamento da linha férrea, nós estamos cuidando disso com muito carinho, não é fácil, mas não está parado. Alguns vereadores aqui [Carlos Peixoto, Antônio Mario e Luizinho da Farmácia], já acompanharam em Brasília, está caminhando. Tenho recebido informações, dei carta branca para o [Roberto] Paolicchi [diretor de desenvolvimento] me ajudar nisso; o AME, abro licitação esse ano, mas só começa a consulta ano que vem; e o restante nós estamos abrindo licitação.

Porque o vereador Chico Saad (PMDB), líder do prefeito, não compareceu?

Nada contra o Chico Saad. Ele foi o maior líder que teve até hoje, ele defende muito a gente. Por ser líder do prefeito, a presença dele aqui, ele ia acabar falando muito como líder do prefeito, me deixando numa situação difícil.

Então ele não foi convidado?

Ele ia defender muito o prefeito na mesa. Até seria um lado bom viu, porque acontecendo isso os vereadores iriam fazer algum questionamento.

Depois que a Frente foi formada, o senhor preferiu convocar os vereadores da Frente separadamente, ao invés do grupo. Assim fica mais fácil para cooptá-los?

Não. A vereadora Graça estava com muitas solicitações, e ela por várias vezes disse que precisaria fazer uma reunião e nós marcamos uma reunião, de duas horas aproximadamente, e algumas solicitações já estão sendo feitas.

E no caso do vereador Rodson Lima?

Ele reclamou, amistosamente, porque que eu não entro no bairro parque Três Marias e entra na Imaculada que é um bairro menor. Nós recapeamos a avenida Imaculada inteira e todas as ruas perpendiculares inteira. Carlos Peixoto também me cobrou, Maria Teresa me cobrou também e vários vereadores me pediram.

E o Chico Saad?

Ah, o Chico pede tudo!

Quem o senhor considera hoje da base, lá da Câmara?

Eu gostaria que todos fossem. Mas é bom dar uma apimentada, fiscalizar. O pessoal não gosta quando passa do limite, mas eu também não fico batendo. Quem sabe assim os problemas da cidade são resolvidos né. Eu não vou dizer que é uma base consolidada. Mas há respeito maior.

Qual é o próximo teste de fogo para o senhor? Qual o próximo projeto que vai para a Câmara de seu interesse?

Doação de área.

A Frente Parlamentar reclama que a Prefeitura não atende os serviços básicos da cidade. Em geral quando isso acontece é que há muita corrupção da administração pública. O que o senhor acha que está acontecendo?

Eu não vejo da forma que você está colocando. Nós estamos administrando a Prefeitura da melhor maneira possível. Nunca se fez tanto por Taubaté em tão pouco tempo.

A prefeitura que não consegue atender a demanda da cidade? O que está acontecendo?

Não é que não consegue resolver. Saia de Taubaté e vá sentido o Vale Histórico. Os prefeitos de lá estão passando por muitas dificuldades de construção, o repasse diminuiu nessas cidades. Taubaté foi a única cidade que cresceu, tem um bom ICMS. Nós vamos receber do Fundeb mais de R$ 55 milhões de reais, vai sair esse ano. Nós estamos trazendo emprego para a cidade, estamos trabalhando e melhorando a área de Educação. Vou abrir licitação pra medicamentos de novo.

O senhor comentou que o dinheiro da Prefeitura já está todo comprometido nesse ano. Então vai ficar tudo para o ano que vem?

Fatec e as casas nós começamos esse ano ainda. O Pronto Socorro Infantil, a licitação, o início dele eu faça essa ano. Nós queremos começar agora em agosto um “tour”. Eu queria convidar pra esse tour a imprensa e os vereadores, vamos sair de manhã e ver as obras.

Porque o Luizinho foi embora?

Ele é temperamental. Nada com o prefeito. Ele tem o pavio muito curto e não concordava com a presença da imprensa e não teve o senso democrático de continuar na reunião.


6 comentários:

Anônimo disse...

Perguntas que fazemos a Tia Anastácia:
"E a ONG Transparência Taubaté? vai ou não dar as caras?"

Neste município há dois orçamentos a serem fiscalizados pela Câmara Municipal: Por que o orçamento da Unitau corre livre e solto?

A nosso ver, a "autonomia constitucional" concedida às Universidades não significa que podem fazer o que bem entenderem, há que se respeitar sempre os princípios: Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência.

Por falar nesses princípios, será que a Sra. Reitora e seus lambe-botas lembraram-se deles quando engendraram a "eleição direta" para o próximo Reitor?

dula disse...

quem pagou a pizza ou melhor o jantar ??????? eu...???? mas nem fui convidado ...????

Anônimo disse...

MAIOR PATIFARIA, PORQUE ELES NÃO FORAM COMER NO BOM PRATO!!! TUDO SEM VERGONHA!!! TEM DE TUDO: BOIOLA, BICHO GRILO,RADIALISTA MEIA BOCA, CABRITEIRO, PINGAIADA, DEPENDENTE QUÍMICO, TRAFICANTE, CHIFRUDO, PEDÓFILO, ISTO É TAUBATÉ!!!

Anônimo disse...

Jantar com vereadores, que lindo, é incrivel a tranquilidade dessa gente.
Nem ai com os processos na justiça, afinal de contas existem recursos e mais recursos prá que né.
Politicos reunidos, se reconciliando, conversando, se entendendo, etc.
Afinal de contas, o que o povo lê nos jornais, pensa ou acha não tem importancia.
Se tem uma palavra q/ não foi lembrada nesse jantar foi: povo.
Quanto ao fato deles irem comer no bom prato: É MAIS FACIL DEUS BAIXAR SOBRE A TERRA, a não ser q/ seja epoca de eleição, ai eles vão e levam a imprensa p/ fotografar e publicar o quanto eles adoraram a comida.
No dia-dia, o Bom Prato é lugar para quem vota e não para quem quer ser votado, o candidato ali só aparece em periodo eleitoral.

DULA disse...

analisando friamente a situação tem certos politicos...que desejam que a gripe suina permaneça na região por um bocado de tempo....por que? Ora! o povo esquece da apostila,dos buraco nas ruas e em nossos bolsos pode-se até arriscar uma nova plastica...nimguem vai reparar e se o povo ficar em casa não ve congestionamento. obras super faturada...É a gripe chegou na hora certa... mas quando ela passar estaremos ja nos preocupando com a Copa do Mundo na Africa do Sul....E A NAVE VÁ

Zeca Cobra disse...

Se for pra comentar como anônimo, acho melhor ficar na minha, mas, no meu ponto de vista esse jantar, almoço, churrasco ou sei lá o que é o fim da picada...

Pelo jeito o velho ditado continua valendo:

"de onde a gente menos espera é que não sai nada mesmo"