quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Post 15 jan 2009

Crônica de uma crise anunciada

 

Petistas são humilhados pelo casal Peixoto

 

Servilismo

A humilhação imposta pelo prefeito Roberto Peixoto (PMDB) ao partido de Lula em Taubaté é inédita na história da sigla. Quem poderia imaginar que o PT, o partido da  boquinha que um dia foi dos trabalhadores, atingisse um nível inferior ao rés do chão. O ponto máximo até o momento foi o chá de cadeira que Peixoto deu à vice-prefeita e à direção partidária, na segunda-feira, 5. Foram mais de 11 horas de espera infrutífera na ante-sala do prefeito. Ninguém, absolutamente ninguém, teve a delicadeza de dar qualquer explicação aos petistas.

 

Famélicos

Este é o estado de espírito que predomina no partido da boquinha que um dia foi dos trabalhadores. Mas não se trata de fome como aquela que grassa nas periferias das grandes cidades e nos grotões do nordeste. Trata-se de fome por cargos, boquinha, salários e mordomias que não chegam.

 

Rainha louca

Um dirigente político com muito trânsito no Palácio Bom Conselho confidenciou que a primeira dama, Luciana Peixoto, não admite que a vice-prefeita petista Vera Saba sequer tenha qualquer acomodação na sede da prefeitura de Taubaté. Por isso mesmo, os articuladores políticos de Peixoto estudam em "doar" mais um cargo para o partido da boquinha. Seria um novo departamento que funcionaria em outro prédio. De quebra, esse prédio abrigaria toda a família petista. Devidamente vigiados pelo delegado Simões. Claro!!

 

Paulo de Tarso

2 comentários:

Anônimo disse...

E o departamento de saúde, o que dizer? Olhem as licitações, com comissãozinha prá todo mundo.

Anônimo disse...

Que bom ver postagens neste espaço tão abençoado... Parece que a Tia Anastácia que voltar. Que não demore, estamos com saudades